Advogados revivem a história da Advocacia

0

Momento que descerraram a placa
O presidente da OAB/SE, Carlos Augusto Monteiro Nascimento, e demais membros da OAB/SE descerram pano da placa do Memorial da Advocacia e da OAB/SE, em prestigiada solenidade realizada na noite desta terça-feira, 11, no Palácio da Cidadania, em Aracaju.

A solenidade começou com a missa celebrada pelo Padre Peixoto. A Empresa Brasileira dos Correios e Telégrafos oficializou o lançamento do selo comemorativo alusivo aos 75 anos da OAB/SE, com obliteração feita por todos os componentes da mesa de trabalho e conduzida por diretores da ECT.
 
Uma das maiores emoções foi registrada no momento em que o advogado Carlos Gomes de Carvalho Leite, filho do também advogado Leonardo Gomes de Carvalho Leite – titular da credencial de número 01 expedida pela OAB/SE em 1932 – foi convidado a obliterar o selo comemorativo. A Carteira de Número 01 foi doada por Carlos Gomes à OAB/SE e hoje integra o acervo do Memorial da Advocacia.
 
No discurso, o presidente da OAB/SE, Carlos Augusto Monteiro Nascimento, agradeceu a presença de todos, convidando-os a percorrer os corredores do Palácio da Cidadania para conhecer parte da história da advocacia sergipana. Um convite, inclusive, extensivo a toda a sociedade. “Sejam bem vindos ao Palácio da Cidadania, um Centro de luta e de resistência a serviço do advogado
A solenidade começou com a missa celebrada pelo Padre Peixoto
sergipano, do Estado democrático de direito e de todos os valores e princípios que nutrem a nossa existência cívica”, ressaltou o presidente Monteiro Nascimento.  
 
O conselheiro seccional José Rivadálvio Lima, presidente da Comissão de Assuntos Culturais e Históricos da OAB/SE, fez pronunciamento destacando o compromisso da entidade com a preservação da história. “A OAB de Sergipe cumpre hoje, mais do que festejar seu aniversário de 75 anos, uma proposta de campanha e de gestão que foi a de organizar a sua própria memória”, enalteceu o conselheiro. “A organização do arquivo, a identificação dos documentos e fotografias, a doação de materiais que pertenceram aos dirigentes e militantes desta Casa formam o Memorial, com o qual se fará a interface da OAB com a sociedade sergipana”, enalteceu.
 
Nestas comemorações, a OAB/SE fez uma homenagem ímpar a todos os ex-presidentes da entidade, representados, na solenidade, por Henri Clay Andrade, o antecessor de Monteiro Nascimento. “A OAB escreveu parte da história pela redemocratização do país, em todos os momentos, em defesa da liberdade de expressão, contra a discriminação, em favor dos direitos iguais para homens e mulheres… estão a alma e o espírito dos advogados brasileiros”, enalteceu Henri Clay. “Está aqui um Memorial de uma história rica, um importante registro de verdadeiros baluartes da cidadania”, conceituou o ex-presidente e atual conselheiro federal da OAB.
 
Fonte e fotos: OAB

Comentários