AL ainda pretende abrir CPI para o cimento

0

O deputado Garibaldi Mendonça, do PMDB, ainda tem esperanças de levar à sessão da Assembléia as duas promotoras públicas – Euza Missano e Ana Paula – que no Ministério Público conduziram a apuração em torno do preço do cimento e da possibilidade da formação de um cartel no Estado.

Elas deveriam ter ido à casa no primeiro semestre, mas o inquérito no Ministério Público atrasou um pouco e a palestra das duas, que foi adiada. O deputado Francisco Gualberto disse que espera a presença das duas em plenário para pedir a abertura de uma CPI sobre o cartel do cimento.

Já o presidente do sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon) sr. Luciano Barreto disse que o Sindicato não pode, sozinho, tomar uma providência contra o preço do cimento e que aguarda uma posição da Assembléia Legislativa. A saca de cimento em Sergipe continua sendo vendida a R$ 15, para as grandes empresas e entre R$ 18 e R$ 20 para pequenos consumidores.

Por Ivan Valença

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais