Aplicativos e sites fazem sucesso na hora da paquera

0

Matéria faz parte da séria especial produzida pelo Portal Infonet (Imagem: Portal Infonet)

Tinder, Badoo, Parperfeito e Down. Estes são só alguns dos inúmeros aplicativos e sites criados para facilitar a vida daqueles que curtem uma paquera online. Com a iminência das redes sociais e disseminação dos smatphones, iphones e tablets, o uso dessas tecnologias para ficar ou ter um relacionamento sério tem se tornando cada vez mais comum. O Portal Infonet conversou com alguns usuários e testou alguns desses aplicativos. Confira!

Para a analista financeira, Layra Macedo, usuária do badoo, os aplicativos proporcionam novas amizades. “É algo para amizade e paquera. Ajuda você a conhecer pessoas novas e diferentes. Relacionamento é mais difícil e depende muito da sorte de cada um. Acho que as pessoas não querem nada sério e preferem ficar”, conta ao destacar que já conheceu vários amigos através do site.

Layra Macedo diz que os aplicativos proporcionam muitas amizades (Foto: divulgação)

O técnico de informática, Marcos André de Aragão, que há seis meses utiliza o Tinder, soube do aplicativo através dos amigos e blogs na internet. Para ele, o aplicativo facilita a vida dos mais tímidos e oferece a vantagem de conhecer novas pessoas. “Você pode conhecer pessoas que não estão no seu ciclo de amizades ou que moram perto de você e tem os mesmos interesses. Muitos são tímidos pessoalmente e com o celular fica tudo mais fácil. Se antigamente as pessoas utilizavam as salas de bate-papo na internet, agora elas utilizam o tinder”, opina.

A história de vida da contabilista Gideane Silva prova que sites e aplicativos de paquera também unem casais. Ela que é casada há três anos, conheceu o seu marido através do badoo. "Eu trabalhava em um ambiente com muitas mulheres solteiras e uma dessas amigas me indicou o badoo. Criei o perfil e comecei a trocar mensagens com um rapaz. Vimos que tínhamos finidade e marcamos um cinema. Três meses depois, nos casamos", relembra. "Independente de conhecer pela internet ou do modo 'convencional', os relacionamentos acabam se tornando os mesmos", completa.

Marcos André é usuário do Tinder (Foto: Portal Infonet)

O que a ciência acha disso?

De acordo com o psicólogo Wesley Vinícius Santos, as pessoas veem nas redes de relacionamento uma facilidade maior de dissolver sentimentos. “Nesse contexto fica muito mais fácil dissolver sentimentos como medo, timidez, baixa autoestima, frustrações amorosas e até mesmo problemas de socialização, quando a pessoa sofre uma perda afetiva e busca alguma satisfação mais imediata com a finalidade de compensação. As pessoas também buscam a realização de fantasias e fetiches e veem nas redes um modo de conhecer parceiros para ter relações sexuais”, diz.

Gideane Silva conheceu o atual marido através do badoo (Foto divulgação)

Para o psicólogo, os aplicativos têm provocado mudanças significativas na forma como as pessoas se relacionam. “A relação social necessitava do ser presente, mas o ciberespaço, ao contrário, não condiciona a relação social ao contato face a face, mas a um sentimento coletivo. Para aqueles que se sentem fora dos padrões de beleza pré-impostos pela sociedade, a internet é o meio mais viável para que seja possível o estabelecimento de uma relação amorosa”, afirma.

Wesley destaca que o desenvolvimento das comunicações via internet não está isento de riscos. “Há um risco para aquelas pessoas mais inclinadas a introversão e menos dispostas a encarar as relações que se dão primeiramente presenciais. O outro impacto negativo se dá em nossas relações sociais habituais, como por exemplo, a perda de parte de nosso círculo social e a diminuição do tempo de comunicação com a família", alerta.

O psicólogo Wesley Vinícius diz que as pessoas veem nas redes de relacionamento uma facilidade maior de dissolver sentimentos (Foto: divulgação)

Ainda de acordo com psicólogo, é cada vez mais habitual buscar nas redes sociais príncipes encantados e mulheres perfeitas. “Em um segundo momento essas pessoas procuram um relacionamento real e presencial. É interessante falar que a maioria dos usuários ainda é formada por homens, o crescimento feminino ainda é tímido”, completa.

Vantagens e desvantagens

A equipe de reportagem do Portal Infonet fez um passeio pelos sites e aplicativos testando algumas de suas funcionalidades. Veja o resultado!

Tinder

O ponto positivo do Tinder é que ele mostra quando os usuários têm interesses e amigos em comum, mas não revela no Facebook as interações do usuário. Se você curtir alguém que não te curtiu de volta, a pessoa nunca ficará sabendo do seu interesse. O tinder usa informações da sua conta do Facebook, o que diminui a ocorrência de perfis falsos e justifica o destaque quando comparado aos concorrentes. O aplicativo passou por uma atualização e agora os usuários podem compartilhar imagens com as suas combinações, que terão a opção de curtir as fotos. Falha constatada no chat, que trava e atrasa o recebimento de mensagens.

A equipe de reportagem fez um passeio pelos aplicativos

Badoo

A busca no badoo é baseada em informações e localização. Tanto o site como o aplicativo possuem comunicador instantâneo. A maioria das ferramentas são gratuitas, mas existem alguns serviços que necessitam de pagamento.

Par perfeito

O site e o aplicativo dispõem de troca de mensagens e bate papo. Você pode filtrar a busca e escolher a localização e perfil do pretendente. Se você gostar do parceiro, há a possiblidade de enviar uma piscadinha online. A troca de mensagens é limitada, pois os usuários básicos (que não pagam) só podem enviar perguntas pré-definidas pelo site e visualizar mensagens de assinantes. Se o destinatário da mensagem também for um usuário básico, ela não conseguirá ler o conteúdo da mensagem.

Conheça os principais aplicativos de paquera

Por Verlane Estácio

Comentários