Arquidiocese lança campanha da fraternidade inspirada em Santa Dulce

0
O lançamento ocorreu na manhã desta sexta-feira, 21. (Foto: Portal Infonet)

Uma coletiva de imprensa realizada na sede da Arquidiocese de Sergipe na manhã desta sexta-feira, 21, marcou o lançamento oficial da Campanha da Fraternidade 2020 no estado. A edição deste ano da tradicional campanha lançada na década de 60 trará o tema ‘Fraternidade e Vida: Dom e Compromisso’ e o lema ‘Viu, sentiu compaixão e cuidou dele’.

Arcebispo destaca inspiração na Santa Dulce. (Foto: Portal Infonet)

O anúncio, feito pelo arcebispo Dom João José Costa e os membros da Comissão das Campanhas, trouxe ainda revelação que a edição deste ano tem inspiração na Santa Dulce dos Pobres, a primeira santa brasileira, cuja canonização foi executada pelo Vaticano em 2019. “Todos os anos a igreja nos convida a fazer um percurso de aproximação com Jesus Cristo, desde o seu mistério de encarnação, passando pelo advento, nascimento, crescimento, ensinamentos, morte e ressurreição, também nos convidando a olharmos para as tantas realidades de exclusão social, com desempregados, doentes, sem casas”, enfatizou o arcebispo.

Conforme Dom João, a inspiração em Santa Dulce faz todo sentido quando analisados o tema e lema deste ano. Em vida, a santa obteve notoriedade pelos projetos sociais e por atuar em defesa dos mais pobres, “Não tenho dúvida que aquilo que fizermos pelos pobres, abandonados e esquecidos, estaremos fazendo por Jesus Cristo”, completou.

Coordenador Marcos Roberto explica programação. (Foto: Portal Infonet)

O coordenador da campanha em Sergipe, Marcos Roberto, salienta que a abertura, bem como as atividades que serão realizadas em alusão à campanha, serão abertas para todo o público, sejam os espectadores católicos ou de outras religiões, “Quarta-feira, às 16h30 no anexo da Rádio Cultura, haverá a abertura. Todos estarão convidados, sejam católicos ou não-católicos. Esse será o pontapé inicial e teremos outras atividades com nossa comissão arquidiocesana, com a realização de mesas redondas e incentivos em outras paróquias para que os padres utilizem do valor arrecadado da campanha em projetos sociais”, finalizou.

por Daniel Rezende

Comentários