Atleta é atropelado por lancha e Marinha apura caso

0
Prancha quebrou em duas partes (Fotos: Arquivo Pessoal/ Israel Schuster Filho)

Neste final de semana um caso de atropelamento envolvendo uma lancha foi registrado pela Marinha. O atleta de stand up paddle Israel Schuster Filho foi atingido enquanto praticava o esporte nas mediações da Orla Pôr do Sol. A Marinha instaurou inquérito para investigar o fato e começa a realizar nesta segunda-feira, 17, as oitivas.

De acordo com o atleta que ocupa o segundo lugar no ranking nacional, ele estava treinando por volta das 17h, as margens da orla, em região que, segundo ele, seria segura para a prática do esporte, quando foi atingido por uma lancha, que trafegava ao lado de um jet ski. No momento do acidente, ele se desprendeu da prancha e começou a se sentir mal.

“Fiquei atordoado. A prancha quebrou no meio e eu voei. Tentei nadar até ela, mas não sentia as pernas e quase desmaiei. Tive uma lesão séria e duas fraturas na região lombar. Se não fosse pela minha estrutura muscular, poderia ter ficado paraplégico”, relata Israel, alegando que agora passa por tratamento e toma mais de 10 tipos de remédios por conta das dores fortes que sente.

Israel passou por exames

O personal trainer conta que após o acidente foi socorrido pelos condutores da lancha e do jet ski e que até o momento está recebendo a assistência deles. Por conta dessa ocorrência, Israel Filho não vai poder participar da próxima etapa do campeonato brasileiro.

Imprudência

As ocorrências de embarcações em alta velocidade e perto das margens são frequentes, segundo o atleta de stand up. Ele conta que muitas pessoas se aproveitam do horário em que a Marinha finaliza as fiscalizações para desrespeitar as normas.

“Com certeza é preciso conscientização. O stand up paddle é o esporte que mais cresce aqui e com a chegada do verão tem que ser tomadas as devidas providências, se não a situação vai ficar feia”, acrescenta Israel Filho.

Exame mostra fraturas

Marinha

A Marinha está acompanhando o caso do atropelamento e inicia nesta segunda, 17, as oitivas relacionadas ao inquérito. Segundo o comandante Clésio Misson Penoni, capitão dos portos de Sergipe, a instituição recebeu as informações do acidente através da Guarda Municipal e que o fato aconteceu por volta das 17h30.

A informação do comandante é que uma viatura foi enviada para a Orla Pôr do Sol para fazer avaliações e retornou no domingo, 16, para realizar uma nova abordagem na embarcação envolvida no acidente. A respeito do inquérito, o prazo inicial é de 90 dias para sua finalização, podendo se estender por até um ano. Clésio explica que as investigações são de viés administrativo, não tendo relação com um inquérito civil ou criminal.

“Vamos entrar em contato com o rapaz do stand up e averiguar as condições físicas e de documentação do condutor e da lancha. É um processo relativamente demorado. Depois de tudo, o inquérito vai para o Tribunal Marítimo, no Rio de Janeiro, e o processo vai ser julgado, inclusive, com a participação de advogados”, explica Penoni.

Comandante da Marinha, Clésio Penoni

Acidentes

Segundo o comandante da Marinha, foi detectado que o fator que gera mais acidentes é o humano, pois dificilmente são encontrados defeitos na parte material. Ele, inclusive, relata que o índice de acidentes em Sergipe é baixo, chegando a cerca de dois ou três por ano. “É um histórico pequeno”, resume.

Sobre questões de segurança na navegação, o profissional explica que todo mundo antes de obter a habilitação tem que estudar a bibliografia e ter aulas práticas, de modo que todos têm consciência da velocidade que tem que trafegar e da distância correta para realizar manobras radicais e navegar em alta velocidade.

Para os praticantes de stand up paddle, as orientações de Clésio Penoni é que nunca naveguem durante o crepúsculo, que utilizem colete salva-vidas, apesar de não haver obrigatoriedade, que andem sempre em conjunto e mantenham sempre alguém em terra sabendo onde estão praticando.

Por Monique Garcez

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais