Briga por estacionamento: acusado já respondeu por homicídio

0

O caso está sendo investigado na 1ª Delegacia Metropolitana Foto: Portal Infonet
A discussão por conta de uma vaga de estacionamento em um shopping da capital, que terminou na tentativa de homicídio contra o canadense Hansey Roberson Glass, está sendo apurada pela 1ª Delegacia Metropolitana. De acordo com a delegada Maria Zulnária de Oliveira, o acusado ainda não foi ouvido. Segundo ela, a polícia tem feito diligências na tentativa de apurar todos os fatos.

A delegada confirmou que o acusado de ter efetuado os disparos contra o canadense, Yuri Schuster, já respondeu a um processo por homicídio em 1994. “Vamos juntar as peças no processo, apesar do homicídio não ter nada a ver com esse fato de agora, mostra o comportamento do acusado”, declara a delegada que não informou a data do depoimento.

Maria Zulnária disse que tem o prazo de 30 dias para concluir as investigações, mas acredita que antes da data prevista deverá encaminhar o inquérito à Justiça.

Em entrevista ao Portal Infonet no dia 28 do mês passado o advogado de Yuri Schuster, Lézio Lopes da Rocha, informou que seu cliente havia manifestado a vontade de se apresentar à polícia. “Estamos nas tratativas com a família, mas já estive na delegacia conversando com a drª Zunária para marcar o dia em que Yuri vai se apresentar, já que primeiro ela vai ouvir o depoimento da vítima”, ressalta.

Crime

O canadense Hansey Roberson Glass, foi baleado após discussão no estacionamento de um shopping de Aracaju, no dia 24 do mês passado. O autor do disparo foi o deficiente físico Yuri Schuster que não admitiu o fato de o estrangeiro ter estacionado o veículo na vaga destinada às pessoas com deficiência. O estrangeiro foi alvejado por um disparo no ombro, que teria perfurado o pulmão.

Por Kátia Susanna

Comentários