Caminhoneiro acusado de homicídio é preso em Itabaiana

0
Arma e munições foram encontradas com o acusado. (Foto: SSP/SE)

Policiais civis da Divisão de Homicídios da Delegacia Regional de Itabaiana prenderam na manhã desta sexta-feira, 29, um homem identificado como José Wellington do Espírito Santo, conhecido como “Negão”, indiciado por um homicídio praticado contra Cassiano Santos Bispo, no dia 21 de outubro deste ano.

A prisão se deu a partir do cumprimento dos mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão emitidos pela justiça sergipana. Segundo nota publicada pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP/SE), durante a ação policial foram encontrados na casa do suspeito um revólver calibre 38, possivelmente utilizado na prática do homicídio, e munições de mesmo calibre. “Em razão disso, também o autuamos em flagrante por posse irregular de arma de fogo”, explicou o delegado Tarcísio Tenório, titular da divisão de homicídios de Itabaiana, que comandou a operação.

Conforme a SSP, José Wellington foi indiciado por homicídio duplamente qualificado por motivo fútil e uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

O crime

A vítima veio a óbito ainda no local. (Foto: PM/SE)

Um homem identificado como Cassiano Santos Bispo, 24, foi morto a disparos de arma de fogo que atingiram a sua boca no final da tarde da segunda-feira, 21, no povoado Terra Dura, em Itabaiana. A ação foi praticada contra a vítima após uma discussão, conforme relatos apontados pela equipe da 4ª Companhia do 3º Batalhão de Polícia Militar.

O comandante da Companhia, tenente Guedes, identificou que o crime ocorreu em frente a residência de Cassiano, quando uma discussão teria se iniciado e culminado nos disparos contra o jovem. “Encontramos o Cassiano na porta da sua casa com bastante sangue na cabeça. Populares afirmaram que ouviram uma discussão entre ele e outro indivíduo, que chegou ao local e se evadiu utilizando uma motocicleta Broz”, detalha o tenente.

As investigações da Polícia Civil detectaram que a vítima trabalhava para o acusado de homicídio como ajudante de carga e descarga de caminhão. “A motivação do crime seria porque Cassiano teria se recusado a viajar com Wellington para buscar uma carga de esterco no Estado da Bahia”, explica a SSP em nota.

por Daniel Rezende com informações da SSP

Comentários