Caso Juan: suspeito é indiciado por homicídio e estupro de vulnerável

0
Casa abandonada onde o corpo da criança foi encontrado (Foto: PM)

A Polícia Civil de Santa Luzia do Itanhy já encerrou as investigações sobre as circunstâncias da morte e estupro do menino Juan Santos da Conceição, de apenas seis anos, em novembro do ano passado. A delegada Gisele Theodoro Martins remeteu o inquérito ao Poder Judiciário.

O principal suspeito, que está preso, foi indiciado por homicídio qualificado e estupro de vulnerável. Durante os procedimentos utilizados no decorrer da investigação, avaliações psicológicas mostraram que ele possui traços de psicopatia.

A prisão temporária do acusado foi prorrogada em dezembro. Alguns exames periciais serão apresentados na fase processual.

Entenda

No mês de novembro, o garoto Juan foi encontrado morto com requintes de crueldade e sinais de violência sexual em Santa Luzia do Itanhy, no sul sergipano. Após ficar desaparecido por mais ou menos um dia, o corpo foi localizado em uma casa abandonada, no centro da cidade, pelo próprio pai da criança.O crime deixou a população local chocada. Após a prisão e confissão do crime, moradores das adjacências incendiaram a casa do suspeito.

Por Victor Siqueira
Com informações da SSP

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais