Cenário político começa a se agitar

0

Ainda falta 1 ano e 9 meses para as eleições de 2002, mas não se pode negar que as pedras do intrigado xadrez já começaram a ser movimentadas. O PMDB, de Jackson Barreto, encaminha-se para uma aliança com o PT, visando às eleições majoritárias. O PT até que não faz objeções a este encontro, mas espera que o PMDB rompa, primeiro, com o PSDB de Albano Franco para que a aliança seja formada. Se isso ocorrer, em corda bamba ficaria o vice-governador Benedito Figueiredo, que já anunciou sua intenção de ser candidato a governador pelo seu partido, contando com o apoio de Albano Franco. A complicação atinge também a chamada “oposição light”. O PFL não gostou nada de ter sido rifado pelo PSB, na eleição para a presidência da Câmara de Vereadores e a relação dos dois esfriou tanto que já se fala num rompimento. No PDT, também reina a insatisfação. O ex-vereador Vovô Monteiro, ao acionar a justiça para impedir a posse de Rivanda Farias, pôs a vereadora na berlinda: ela não tem clima no partido e deve deixá-lo a qualquer momento. O PDT se enfraqueceria com esta saída, mas o líder da agremiação, o ex-prefeito Almeida Lima, não tem abalado o seu prestígio, tanto que é instado a ser candidato a deputado estadual, o que prejudicaria o atual deputado Garibalde. E olha que ainda falta 1 ano e 9 meses para as eleições.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais