Chuva: saiba como se proteger em situações de risco

0
Defesa Civil orienta população para evitar riscos durante as chuvas (Foto: ASN)

As chuvas que caem em Sergipe desde a última segunda-feira, 8, superando a média esperada para todo o mês de julho, deixou a população em alerta por causa dos deslizamentos e alagamentos. Para quem mora em áreas de risco, a principal orientação da Defesa Civil é deixar a localidade ao perceber o perigo e acionar os órgãos públicos. Emergências podem ser informadas por meio dos telefones 199 e 98822 1374.

O engenheiro civil Moacyr Sena, gerente do setor de Engenharia da Defesa Civil Estadual, explica que as pessoas moradoras de área de constantes alagamentos devem estar em alerta para a ocorrências de chuvas. “Quem mora em áreas onde são registrados alagamentos deve estar em vigilância e atento as redes sociais e meios de comunicação quanto à informações sobre índices de chuvas e precipitações que estão previstos para a localidade ou estado”.

Ao perceber o alerta de chuva e alagamentos, o ideal, conforme o engenheiro civil, é buscar abrigo em outro lugar. “Se a pessoa sabe que a área onde mora tem alagamento, ela deve se deslocar para a casa de parentes, amigos ou vizinhos. Tão logo as chuvas cessem, ela pode voltar para sua casa desde que não tenha ocorrido nenhum dano. Caso seja surpreendido pelo alagamento, ele deve pegar seus documentos, se possível colocá-los em uma bolsa plástica e deixar o local. Os documentos são extremamente importantes, pois permitem acesso à assistência e diversos serviços dos órgãos públicos”, detalha.

Para as pessoas que ficam ilhadas, a orientação é usar os meios de comunicação para acionar os órgãos públicos. “No caso de ilhamentos, a pessoa deve usar o celular e pedir ajuda à Defesa Civil e ao Corpo de Bombeiros, que usará botes e canoas para fazer o resgate”, aconselha.

Encostas

Moradores de encostas devem estar atentos às movimentações no terreno. “Uma dica importante é observar a inclinação das árvores. Se inclinar é indício de movimentação de massa na encosta e de que ela pode se aproximar a atingir a casa”, explica o engenheiro.

Moacyr Sena explica que nessas áreas, as pessoas devem evitar o acúmulo de lixo e o plantio de bananeiras. “A bananeira gera umidade, que fragiliza e deixa o solo instável. É um tipo de vegetação que não combina com encosta”, alerta.

Fake News

Moacyr Sena chama atenção para a problemática causa pelas fake news. “Parece uma coisa simples, mas é algo que atrapalha o atendimento à população. Isso gera pânico e faz com que as equipes deixem de atender uma missão para desconstruir falsas informações. Por isso, pedimos que as pessoas não repassem as informações se não tiverem certeza da veracidade e que não usem imagens antigas como se fossem atuais”, conclui.

por Verlane Estácio

Comentários