Cigano se entrega e confessa participação em chacina de Itaporanga

0

Cleon dos Santos está detido no Cope enquanto durarem as investigações (Fotos: Portal Infonet)
Um dos ciganos apontados pela polícia como autores da chacina que matou três pessoas e deixou cinco feridas em Itaporanga D’ajuda, no último dia 5 de julho, entregou-se à polícia na tarde do último sábado, 17. A apresentação do acusado, identificado como Cleon dos Santos, ocorreu na tarde desta segunda-feira, 19, no Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope).

“Ele decidiu se entregar quando sentiu que estávamos fechando o cerco. Então o advogado nos ligou e propôs um acordo. Cleon já estava fora do Estado, inclusive”, revela o delegado Jonathas Evangelista.

Segundo o delegado, o homem confessou que estava no local do crime e utilizou como arma uma pistola calibre 380, de onde saíram os disparos. “Ele confirmou que o tiroteio surgiu de uma discussão; de uma disputa de som de carro e que durante o bate boca começou a troca de tiros”, esclarece.

Cleon, em depoimento, confessou participação em chacina
Em depoimento, Cleon afirmou aos delegados que o primeiro a disparar foi Ivan Ramos Júnior, um das vítimas do tiroteio. “Ele contou que Júnior disparou contra o Diego e que, depois disso, ele se dirigiu até o carro, pegou a arma e começou a disparar”, acrescenta Evangelista.

Ainda de acordo com o delegado, após o tiroteio Cleon tentou fugir do local com a ajuda do irmão. “O irmão dele, Cleones dos Santos, não participou do tiroteio, apenas ajudou na fuga, já que Cleon bateu o carro quando tentou sair do local”, diz.

As investigações do caso ainda devem continuar. “Estamos agora apurando as informações que ele nos passou em depoimento e as investigações devem seguir com o objetivo de achar as duas armas, já que ele alega que na tentativa de fuga, deixou a pistola e o celular dentro do carro apreendido”, explica o delegado.

Cleon está detido no Cope e deve ser indiciado por três homicídios e por tentativa de homicídio, já que outras pessoas ficaram feridas durante a confusão.

O Crime

Delegado Jonathas Evangelista diz que investigações continuam
No último dia 5 de Julho, após uma briga entre ciganos na cidade de Itaporanga D’Ajuda, o servente de pedreiro José Adelmo Castor, 26 anos, e os ciganos Ivan Ramos Júnior, 23 anos, e Edvan Santos Ramos, 19 anos, acabaram morrendo após uma troca de tiros.

Outras cincos pessoas que estavam no local foram atingidas e encaminhadas ao Hospital de Urgência de Sergipe (Huse).

 

 

Por Alcione Martins e Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais