Confusões de séries marcam a busca pelos livros didáticos

0

Patrícia Santos
Há quase dois meses do começo das aulas, alguns pais precavidos já procuram os livros didáticos indicados pelas escolas de ensino fundamental e médio. As livrarias dizem que essa é a melhor época para as compras, embora nem todos os livros tenham chegado.

Um problema que talvez confunda o consumidor e o lojista na escolha dos livros é a nova nomenclatura das séries, já que a alfabetização agora é considerada a 1ª série do ensino fundamental.

Segundo a gerente Ana Lúcia as confusões podem acontecer principalmente por conta dos novos funcionários que são contratados nessa época. “Nós já contratamos três novos funcionários, e pretendemos ter mais três para janeiro. Como eles não estão acostumados podem confundir as séries, mas nada que vá complicar muito o consumidor”, comenta a lojista que está no ramo há oito anos.

O lojista Jurandir Santos, há 33 anos no mercado de livros
O gerente  Jurandir Santos, comenta que os problemas podem vir já das listas de livros encaminhadas pelas escolas. “As relações às vezes não vem com o nome da série antiga, por isso alguns pais podem achar que não estão levando os livros certos”, ressaltou.

Patrícia Santos está a procura dos livros do filho de cinco anos desde ontem, 26. “Está um pouco complicado com a mudança de série, por que os próprios vendedores se confundem. Mas eu prefiro fazer isso logo a deixar para o próximo mês”, comenta a mãe. Além de não ter problemas com filas, Patrícia também economizará no preço final.

Os lojistas explicam que como as novas remessas de livros não foram enviadas pelas editoras, que estão em recessos, tudo ainda está com o preço do começo de 2006, sem o reajuste. “É o tempo ideal para os pais que querem economizar virem comprar os livros”, diz Jurandir. No entanto, por causa desse mesmo recesso alguns livros ainda não chegaram às prateleiras.

Ana Lúcia
As escolas atrasaram esse ano na elaboração das relações de livros, o que complicou a vida das livrarias. As editoras entraram em recesso no dia 20 de dezembro, e só algumas listas haviam sido enviadas nesse prazo. No momento as livrarias esperam as novas remessas, que virão com os preços reajustados.

Os pais devem gastar em média R$460 com livros da 1ª a 4ª série, e R$700 com livros da 5ª a 8ª série, a depender do número de livros que a escola requisita. Para facilitar a vida dos clientes, as livrarias planejam a parceria com os cartões de crédito para parcelamento dos valores. “Nós temos que investir nisso, por que a única riqueza que acabamos deixando para os nossos filhos é a educação”, conclui a lojista Ana Lúcia.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais