Cope deve investigar duplo homicídio

0

Apesar de continuar na delegacia de Pacatuba, o inquérito sobre a morte dos irmãos Wagner e Waniglésia Alves de Oliveira pode parar nas mãos do Complexo de Operações Especiais (Cope). Isso porque o assassinato do rapaz de 21 anos e da moça de 28 anos pode ter sido queima de arquivo.

Waniglésia era companheira de Cícero Ferreira da Silva, apontado como um dos maiores pistoleiros de Alagoas e acusado de participar da chacina que vitimou quatro homens em Itaporanga D’ajuda no mês de novembro de 2009. Cícero está preso no Complexo Penitenciário Manoel Carvalho Neto (Copencam).

Os irmãos foram mortos ao trafegar por uma rua de Pacatuba na quinta-feira, 4, em um automóvel modelo Corola, quando foram interceptados por seus executores. O delegado de Pacatuba, Clever Faria, disse que ainda não foi comunicado pela Coordenadoria das Delegacias do Interior e que a investigação continua na delegacia da cidade.

O delegado de Itaporanga D’ajuda, André Baronto, que desvendou a trama que envolvia a chacina, acredita que não há chances do inquérito parar em sua mão. O coordenador das Delegacias do Interior, Fernando Melo, não foi localizado pela equipe do Portal Infonet para comentar o assunto.       

Comentários