Coronavírus: mercados de Aracaju e Ceasa funcionam com restrições

0
Movimento na Central de Abastecimento (Foto: Portal Infonet)

Mesmo diante da recomendação dos órgãos de saúde, Prefeitura e do Governo para que a população permanece em casa e evite aglomerações, muita gente tem ido aos mercados municipais e a Central de Abastecimento (CEASA). O Portal Infonet esteve em alguns locais e percebeu que muita gente ainda não tem adotado as medidas de prevenção necessárias.

População e permissionários receberam orientação nos mercados de Aracaju (Foto: Felipe Goettenauer)

O decreto municipal publicado na última segunda-feira, dia 23, pela Prefeitura de Aracaju visando à redução do fluxo de pessoas pela cidade, suspendeu o funcionamento das feiras livres na capital, por um período de 15 dias, mas os mercados e o Ceasa continuam funcionando.

De acordo com Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), os permissionários dos mercados receberam orientação sobre as medidas de prevenção e todos os mercados, centrais e setoriais (bairros) da capital estão com novo horário de funcionamento, das 5h30 até as 13h30, como uma das medidas para reduzir o fluxo de pessoas nesses locais.

Álcool em gel pode ser utilizado por trabalhadores e clientes (Foto: Felipe Goettenauer)

O Governo do Estado, responsável pelo CEASA, informa que não há previsão de suspensão de serviços no local por se tratar de um serviço de comercialização de alimentos necessários para suprir as necessidades da população, mas que a recomendação é para que os permissionários adotem os cuidados necessários referentes à higienização, organização e o distanciamento entre as pessoas.

De acordo com o Governo, o decreto também trata do funcionamento das feiras livres do interior do Estado.  A recomendação é que as feiras que vendem alimentos continuem funcionando e os municípios é que vão organizar dentro das diretrizes de prevenção e segurança  que o decreto prevê.

Por Karla Pinheiro

Comentários