Cuidados ao reservar água durante o rodízio

0

Armazenamento deve ser feito com alguns cuidados
Começou às 00h desta terça-feira, 17, o rodízio no abastecimento de água. Por conta disso, a população já se prepara para armazenar água em casa, principalmente quem não possui caixas d’água. A preocupação, no entanto, é com a forma com que as pessoas estarão guardando o líquido para o consumo nos dias de desabastecimento. Se o armazenamento não for feito de forma correta o risco de proliferação da dengue cresce.

A coordenadora do Programa Municipal de Controle da Dengue, Taíse Cavalcante, orienta que antes de armazenar a água todos os recipientes devem ser lavados com bucha e sabão. “A preocupação é eliminar os ovos que possam estar nos recipientes. Já que eles podem ficar até 450 dias intactos. Em contato com a água esse ovo poderá eclodir”, explica.

Lugares descobertos não são apropriados para guardar água
Depois de encher com água o vaso, panela, ou balde, é importante não esquecer de vedar bem o recipiente com pano ou plástico para impedir que o mosquito fêmea entre e deposite seus ovos. Outra orientação é utilizar toda a água antes de renová-la. E deve-se lavar bem o recipiente com bucha e sabão toda vez que for encher novamente, para eliminar os possíveis ovos que estejam grudados. Ao terminar de utilizar toda a água, é importante lavar bem e virar o depósito para que não fique com água parada.

Se esses cuidados não forem seguidos o ovo depositado pelo aedes aegypti poderá virar larva em apenas algumas horas depois de entrar em contato com água, e em mais alguns dias ela se transformará num mosquito adulto. “Ele se desenvolve muito rápido em condições favoráveis. E se não tiver cuidado a proliferação do mosquito durante o período do rodízio pode aumentar muito”, ressalta Taíse.

Por Carla Sousa

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais