Decreto governamental: veja o que pode ou não funcionar

0
(Foto: ASN)

O governador Belivaldo Chagas revogou algumas medidas de flexibilização e decidiu manter o fechamento de algumas atividades comerciais. A decisão deixou dúvidas na maioria da população e, por isso, o Portal Infonet, preparou um resumo. Confira:

Algumas atividades comerciais receberam autorização para funcionar, mas com a revogação, deverão continuar suspensas. São elas: imobiliárias, escritórios de arquitetura e engenharia, concessionárias e lojas de tecidos e armarinhos, lojas de cosmético e perfumaria, lojas de móveis, colchões e eletrodomésticos, de produtos de climatização, livrarias e papelarias, joalherias e relojoarias.

Por enquanto, somente podem funcionar: hotéis, motéis e pousadas, lojas de material de construção, lojas de autopeças, cartórios e tabelionatos, empresas de assistência técnica, óticas e clínicas de podologia.

Academias, salões de beleza, shoppings, cinemas, museus e clubes deverão continuar fechados. Bares e restaurantes somente podem funcionar no formato delivery.

Os órgãos da administração pública estadual, com exceção daqueles considerados essenciais, estão com as atividades suspensas. Porém, Detran, Adema e Cehop voltaram a ter atendimento presencial mediante prévio agendamento, de segunda a sexta-feira, das 7h às 13h, e com uso obrigatório de máscara.

Por Verlane Estácio

 

Comentários