Em ato, população pede justiça pela morte de criança em Canindé

0
(Foto: Movimento Panafricanista)

Amigos, familiares e membros do movimento Panafricanista estão realizando uma manifestação pedindo justiça e respostas sobre o caso da morte do menino Vitor da Silva Santos, de 11 anos, que aconteceu no último domingo, 23, no bairro Olaria, localizado no município de Canindé do São Francisco..

De acordo com  Kwame Kwanzaa, membro do movimento Panafricanista, o ato tem o objetivo de pedir uma resposta sobre as investigações que estão acontecendo para descobrir quem matou Vitor durante a operação policial. “Essa situação de criminalizar a criança se repete muito em todo o país e os casos de abuso policial à pessoas negras é normalizado”, declara.

Ainda segundo Kwame, a manifestação, além de servir para pedir justiça, também tem como objetivo mostrar que, independente de quem matou Vitor, a Polícia tem uma parcela de culpa. “Com certeza há uma parcela de culpa da Polícia. Algumas lideranças do município acreditam que Vitor foi atingido por um tiro vindo de um policial”, explica. “O nosso pedido é para saber quem de fato matou Vitor”, completa.

Polícia

Em nota divulgada na terça-feira, 25, a Polícia Militar, responsável pela operação que ocorreu no dia 23 de maio em Canindé, informou que a criança foi encontrada com ferimento de arma de fogo no bairro Olaria, após troca de tiros entre suspeitos e uma equipe da PM. Ainda por meio de nota, a Polícia Civil afirmou que um inquérito policial foi instaurado para apurar a ocorrência.

Já nesta quinta-feira, 27, o Ministério Público de Sergipe (MPE), através Promotoria de Justiça da Comarca de Canindé de São Francisco, solicitou informações à Polícia Civil sobre as circunstâncias da morte do menino de 11 anos.

Por Isabella Vieira e Verlane Estácio

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais