Fabiano Oliveira defende-se

0

O ex-secretário de Cultura e Turismo, Fabiano Oliveira, está sendo também investigado pelo Ministério Público. Primeiro, pelo camarote de Sergipe no Carnaval de Salvador. Depois, por um jornal que veio a lume logo que ele saiu da Secretaria. Na manhã da última terça-feira, o ex-secretário esteve reunido naquele órgão oferecendo explicações. Reclamou do que chamou de perseguição, afinal, entregou todos os comprovantes do que foi gasto em Salvador, provando assim que ele, pessoalmente, não se beneficiou da promoção, pois foi a Salvador com seu veículo próprio e não recebeu diárias. O camarote em Salvador custou R$ 123 mil, aí incluindo o cachê de artistas de renome nacional que fizeram propaganda de Sergipe. No caso do jornal, Fabiano mostrou que não há promoção pessoal sua. As duas fotos em que ele aparece está em companhia do governador Albano Franco. O jornal, aliás, foi pago do próprio bolso do secretário, conforme afiançou ao Ministério Público.

Comentários