Famílias começam a se mudar para o Bairro Novo

0

Foto: Ascom/Semasc
Os novos moradores do bairro 17 de Março (bairro Novo), Zona Sul da capital, já começaram a se mudar para as unidades habitacionais entregues pela Prefeitura de Aracaju. Desde ontem, 22, uma grande operação foi montada para levar famílias que residiam em áreas de risco para suas novas residências. Neste primeiro momento, mais de 500 chaves foram entregues, beneficiando mais de 800 pessoas.

A mudança está sendo coordenada pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania (Semasc), com o apoio da Fundação Municipal do Trabalho (Fundat), Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), de Serviços Urbanos (Emsurb), Energisa e Deso.

Empreendimentos

Divididas em três empreendimentos, as 552 moradias vão reduzir o déficit habitacional da capital, beneficiando milhares de famílias. Em parceria com o Governo Federal, o município já concluiu as obras dos três conjuntos de residenciais. O primeiro tem 78 casas do Programa Moradia Cidadã; o segundo, 250 residências do Programa Santa Maria Protege; e o terceiro tem 224 unidades dividas em 14 blocos de 16 apartamentos cada.

Os beneficiados pelo Programa Moradia Cidadã vão receber uma casa de 31,99 m² de área construída, com sala, banheiro, cozinha e um quarto. Já os proprietários das 250 moradias do Programa Santa Maria Protege vão receber uma nova residência com sala, varanda, dois quartos, banheiro, cozinha e área de serviço em 54,18 m² de área construída.

Os futuros moradores dos apartamentos receberão moradias com sanitários, pias e tanques de lavar roupas já instalados. As unidades foram construídas com acabamento em cerâmica no piso de todos os cômodos e nas paredes da cozinha e banheiro. As unidades estão distribuídas em dois condomínios que contam com um reservatório superior de água com capacidade de armazenamento de até 60 mil litros e uma área de convivência social com bancos e estacionamento. A medição de água e energia elétrica será individual e o gás canalizado.

Com informações da AAN

Comentários