Famílias só deixam Ocupação Quirino caso todas sejam cadastradas

0

Atualmente 81 famílias ocupam o local no bairro Santa Maria (Fotos: Arquivo Infonet)
Os moradores da Ocupação Quirino, no bairro Santa Maria, dizem que só deixarão a área onde vivem atualmente se a Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) beneficiar todas as 81 famílias. Eles participaram de uma reunião no Ministério Público Federal (MPF) na quinta-feira, 25, quando ficou definido que o órgão visitará a área para constatar em que situação vivem as famílias e, a partir disso, reunirá o Governo do Estado e a PMA para tratar da desocupação do terreno.

A informação foi passada pelo líder comunitário José Paulo Barros dos Santos. Segundo ele, essa ida do MPF ao local será feita de surpresa. O órgão também deve acompanhar o cadastramento realizado com as famílias. “Se garantirem que todas as 81 famílias serão cadastradas e beneficiadas com o auxílio-moradia, a gente sai”, disse Paulo. A Prefeitura diz que só concederá os benefícios às 36 famílias cadastradas em 2007, quando houve a ocupação do terreno.

Moradores chegaram a acampar no Bairro Novo na última quinta-feira, 25
“Nós não temos mais condições de ficar lá, porque as condições são péssimas: ratos, mosquitos. As pessoas estão doentes. A situação está ruim”, lamenta Paulo. Na última quarta-feira, 24, as famílias tentaram ocupar as casas ainda fechadas do Bairro Novo como medida para pressionar a PMA a agilizar a entrega das casas. No entanto, a Guarda Municipal impediu a ação das famílias, que chegaram a acampar na área.

A equipe do Portal Infonet entrou em contato por duas vezes com a Secretaria Municipal de Assistência Social (Semasc), mas ninguém foi encontrado para falar sobre o assunto.

 

 


Comentários