Funcionários da Torre fecham avenida e paralisam

0

Trabalhadores fecharam a avenida Heráclito Rollemberg (Fotos: Portal Infonet)

Funcionários que prestam serviços à empresa Torres Empreendimentos realizaram um grande ato na manhã desta terça-feira, 28. Como forma de protesto, os trabalhadores que realizam a coleta de lixo em Aracaju interromperam o tráfego de veículos nos dois sentidos da avenida Heráclito Rollemberg, entre o São Conrado e o conjunto Orlando Dantas.

A categoria pede a abertura de diálogo com a direção da empresa, além de aumento salarial, ticket alimentação, cesta básica com café da manhã para o trabalhador, bem como plano de saúde e odontológico.

De acordo com o representante do Sindicato dos Trabalhadores de Limpeza Pública e Comercial do Estado de Sergipe (SindeLimp), Reivanderson Fernandes dos Santos, a empresa está fazendo represália aos trabalhadores. “Fizemos um edital chamando o pessoal para uma assembleia na sexta e a empresa fez um tipo de represália mudando o horário do pessoal para que eles não comparecessem a assembleia do sindicato. Pedimos que a empresa retorne o horário normal dos trabalhadores. O sindicato está agindo da forma correta e esperamos que a Torre compreenda e pare com essa repressão. Não somos marginais e saímos de casa para trabalhar dignamente”, afirma.

Reivânderson diz que a empresa fez represália

Garis reivindicam na porta da empresa 

Por volta das 8h56, a categoria decidiu liberar a avenida para o tráfego de veículos e se deslocaram até a porta da empresa para solicitar a abertura do diálogo. “A empresa está proibindo um diálogo com o sindicato e impedindo que a gente possa conversar em uma linha de raciocínio. Enquanto não negocia, continuamos paralisados”, diz o assessor jurídico do Sindicato, Alexsandro dos Santos.

Momentos após o ato, um representante da Torre chegou à empresa e se dispôs a conversar com alguns representantes do Sindicato.

Torre

A equipe do Portal Infonet foi até a sede da empresa na tentativa de conversar com a direção, mas ninguém desejou se manifestar. Entramos ainda em contato com o gerente de contratos da Torre, mas não obtivemos êxito. Continuamos à disposição pelo (079) 2106-8000 ou jornalismo@infonet.com.br.

Por Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais