Greve da PC: Três corpos continuam no IML

0
IML registra oito corpos nas últimas 24 horas (Fotos: Arquivo /Portal Infonet)

A greve dos policiais civis já causa transtornos à população. Nas últimas 24 horas, o Instituto Médico Legal (IML) registrou oito corpos, sendo sete corpos vítimas de disparos de arma de fogo e uma vítima de acidente. Três deles ainda continuam no IML.

Um dos corpos é o de Aldemir Santos Caetano, de 38 anos, assassinado por disparos de arma de fogo, no bairro Lamarão. A angústia dos familiares por conta da demora no recolhimento do corpo de Aldemir, gerou revolta e a população colocaram galhos de árvores e pneus, bloqueando o acesso à ponte que dá acesso ao conjunto João Alves Filho. O corpo ainda não foi liberado, mas de acordo com a assessoria do IML, a falta de documentação necessária da vítima é que causou a demora na liberação do corpo.

Segundo informações do IML, entre os corpos que deram entrada por arma de fogo, está um corpo não identificado, do sexo masculino, vítima de disparos de arma de fogo, na rua São Paulo, no centro de Propriá. O corpo ainda se encontra no IML.

Já o corpo de Jinny Ericson Menezes, de 15 anos, faleceu ontem, vítima de acidente de trânsito, na rua João Alves Filho, no município de Tobias Barreto. O corpo ainda aguarda ser liberado pelo Instituto.

Recolhimento de corpos

O presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Sergipe (Sinpol), Antônio Moraes, afirmou que por conta da greve da categoria, carros de funerárias estão recolhendo os corpos nos locais dos crimes. Mas a informação foi negada pela SSP e assessoria do IML.

*A matéria foi alterada às 10h40 para acréscimo de informações do IML

Comentários