Homicídio brutal choca população de Santo Amaro

0

Gilmar permanece preso em Santo Amaro (Foto: Polícia Civil)
O relato é cruel e deixou os moradores do município de Santo Amaro das Brotas, distante 37 km da capital sergipana chocados com a brutalidade de dois crimes que foram registrados pela polícia na última terça-feira, 20. A primeira ocorrência foi registrada na madrugada quando um idoso de 65 anos, identificado como Pedro Vicente teve o corpo queimado. No final do dia, outro homem, identificado como João dos Santos, foi atingido com várias perfurações de facão e encaminhado ao Hospital de Urgência e Emergência de Sergipe (Huse).

De acordo com a polícia os dois crimes foram cometidos por um ex-presidiário, Gilmar Santos, de 19 anos, que havia saído do presídio há quatro dias. A delegada Fabiana Dória Melo afirma que a violência contra o idoso foi cometida por pura maldade. Segundo a delegada o idoso conhecia o ex-presidiário desde pequeno e tinha uma boa relação com o mesmo.

“Pedro foi até a casa de o Gilmar o chamar para beber e sem nenhum motivo resolveu roubar a vítima e depois matar”, relata a delegada que salienta que o idoso teve o corpo queimado com álcool pelo ex-presidiário enquanto estava vivo.

“Gilmar conta que primeiro deu uma pancada na cabeça do idoso com uma marreta, depois pegou um álcool e ateou fogo na vítima que chegou a pedir socorro”, diz a delegada.

Segundo a delegada Gilmar cumpria prisão há nove meses por crime contra o patrimônio. “No ano passado ele furtou vários objetos de uma escola, por isso, ele foi preso”, menciona a delegada que ressalta que Gilmar é bastante perigoso. “Com certeza se ele estivesse solto cometeria outros crimes”, observa.

Por Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais