Justiça ouve vítimas de fraudes de exames de DNA

0

Testemunhas do caso da falsificação de exames de DNA, que envolve a farmacêutica Priscilla Rodrigues Ordonez, foram ouvidas na manhã de hoje, 11, na 9ª Vara Criminal, localizada no Fórum Gumercindo Bessa. A acusada acompanhou os depoimentos de seis testemunhas de acusação, vítimas que tiveram os exames falsificados.

Foi ouvido também na manhã de hoje, 11, Adriano Fava, diretor da clínica DNA Vida, laboratório em Goiás que estava autorizado pelo Ministério Público a realizar os exames. Ao invés de enviar as amostras de sangue para a clínica, Priscilla colhia o sangue dos clientes e falsificava o resultado de paternidade.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais