Morte de jovem gera protesto no Parque dos Faróis

0

Manifestação na entrada do bairro (Foto: Portal Infonet)

Comoção dos amigos e familiares no velório do jovem

Marca de tiro na parede  de uma das casas

Moradores do bairro Parque dos Faróis realizaram uma manifestação na tarde desta quarta-feira, 12, em protesto a morte do jovem David Philip Motta Santos, de 17 anos, alvejado por um policial da Rádio Patrulha.

Um dos moradores da localidade, Rodrigo Ferreira, conta que a morte do rapaz causou muita revolta na comunidade. “Estamos aqui protestando porque a polícia atirou em um inocente. Nós estamos pagando a eles [policiais] para nos matarem? Isso é injustiça”, lamenta.

Amigos e familiares demonstravam estar inconformados com o assassinato do rapaz, que na visão deles, ocorreu por engano. A mãe dele, Vanusa da Mota, garante que o menino era trabalhador e que estava trabalhando na loja da família quando um amigo passou para buscá-lo. Ela, que está aparentemente muito abatida, não acredita na versão da polícia de que o jovem estava armado.

“A polícia disse que meu filho estava armado, mas não é verdade. Todo mundo que estava na rua na hora do crime viu que não havia arma nenhuma. Meu filho foi alvejado pelo tiro quando estava tentando pular da moto. Não tenho certeza da inocência do outro rapaz que estava com o meu filho, mas tenho convicção que meu filho foi morto por engano”, acrescenta a mãe.

Um dos manifestantes, que é morador da rua onde ocorreu o crime e que preferiu não se identificar, afirma que as testemunhas não viram arma na mão do rapaz. O tio do David ainda esteve no local e questionou os policiais sobre a arma, mas eles não souberam responder”. Ainda de acordo, o morador, há marcas de tiro em uma das paredes da casa de rua, contrariando o discurso da polícia que o policial teria dado apenas um tiro. “O tiro atingiu a varanda da casa da vizinha. Se tivesse alguma criança no local, ela poderia ser atingida”, completa.

Ato

No momento da manifestação, ônibus do transporte coletivo foram impedidos de entrar no Parque dos Faróis.  Uma viatura da polícia fazia a segurança do local para impedir que os manifestantes fechassem a via que leva ao Parque dos Faróis. “Uma equipe de reforço está se encaminhado ao local para dispersar os manifestantes. Eles podem fazer manifestação, mas não podem impedir o trânsito do local”, explica o Cabo Esmerim.

PM

O Portal Infonet tentou ouvir a assessoria de comunicação da PM, mas não obteve êxito. O Portal continua à disposição através do jornalismo@infonet.com.br e (79) 2106 8000.

Por Geilson Gomes e Verlane Estácio

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais