MP acionará Justiça para corrigir falhas nos terminais

0

Terminais de ônibus em discussão
Esta quarta-feira, 11, a promotora Euza Missano realizou nova audiência sobre a situação dos terminais de Aracaju e diante da demora na solução de alguns problemas nestes locais afirmou que irá entrar com ação judicial. O objetivo de promotora é fazer com que alguns itens de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado em março de 2008 sejam cumpridos.

“Não há riscos na estrutura física dos terminais, mas infelizmente alguns itens importantes não foram cumpridos e não me resta outra alternativa”, afirmou Euza. Dentre eles está a instalação de uma central de gás para uso das lanchonetes, que continuam utilizando GLP fora das especificações técnicas necessárias, colocando em risco a população. Além disso, as empresas responsáveis pelos terminais terão que apresentar à SMTT um projeto de combate a incêndio e pânico.

A promotora informou ainda que as situações mais precárias são encontradas nos terminais localizados no DIA e Maracaju. Nestes locais, a Vigilância Sanitária verificou que os banheiros não estão funcionando de forma adequada e que melhor seria a instalação de banheiros químicos. As atuais instalações sanitárias deverão ser interditadas e substituídas por dois banheiros químicos masculinos e dois femininos, até que sejam instalados os banheiros definitivos.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais