MP combate rinhas em Aracaju

0

Promotor Augusto Rezende
A promotoria do Meio Ambiente, através do promotor Augusto Cézar Leite Rezende, instaurou inquérito civil para apurar e combater as rinhas (brigas de galos) existentes no município de Aracaju. Para ajudar neste trabalho a polícia ambiental está fazendo diligências constantes.

De acordo com o promotor, a prática de rinhas é descrito como crime ambiental e consta no art. 32 da lei nº 9605, podendo o autor receber uma sentença de três meses a um ano. “Mas se for enquadrado no crime por formação de quadrilha a pena pode se estender para três anos”, explica Augusto Rezende.

Caso seja constatada a existência de rinha de galo, os responsáveis serão processados criminalmente e a rinha é fechada. “A denúncia de uma rinha próximo ao Mosqueiro aconteceu por e-mail enviado a ouvidoria do Ministério Público. O pelotão ambiental está apurando”, comenta.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais