Novas manchas de óleo de origem desconhecida aparecem em Estância

0
Manchas de óleo continuam aparecendo na região em Sergipe (Foto: ASN/Arquivo)

Duas novas manchas de óleo apareceram no fim de semana no município de Estância e outra na Praia de Jequié, no estado de Alagoas. O derramamento de óleo no litoral brasileiro está afetando todos os nove estados da região Nordeste e também o Espírito Santo e, mais recentemente, o Rio de Janeiro, no Sudeste. De acordo com os dados do Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA), o Navio de Pesquisa Hidroceanográfico (NPqHo) Vital de Oliveira encerrou a primeira fase de coleta de dados neste fim de semana e a presença das novas manchas no litoral sergipano foi observada entre o meio dia do sábado, 23, e o meio dia do domingo, 24.

Foram realizados 412 registros nos onze estados brasileiros afetados pela mancha de óleo, cuja origem ainda está desconhecida. Destes registros, foram observadas ocorrências em 162 áreas oleadas, seja por manchas ou vestígios esparsos. Até o momento, conforme o relatório do GAA, já foram recolhidas 4.538, 43 toneladas de óleo no litoral brasileiro. Em Sergipe, foram recolhidas quase 350 toneladas, a maioria está armazenada em uma estrutura de depósito mantida pela Petrobras, em Carmópolis.

Neste último monitoramento, foi identificado um montante de resíduo oleoso abandonado no Mosqueiro, em Aracaju, que se encontra em péssimo estado de embalagem. Esses resíduos, conforme o GAA, devem ser transportados para embalagens mais apropriadas que deverão ser disponibilizadas pelo comando da Marinha do Brasil.

Em consequência do óleo, 44 municípios brasileiros pediram o reconhecimento de estado de emergência. Apenas 14 foram reconhecidos. Em Sergipe, são sete em situação de emergência, todos já reconhecidos pelo Governo Federal: Aracaju, Pacatuba, Pirambu, Estância, Brejo Grande, Itaporanga D´Ajuda e Barra dos Coqueiros. Para atender as demandas do estado de Sergipe, o Governo Federal já autorizou o empenho de montante superior a R$ 2,584 milhões, com a meta de realizar atividade de limpeza, monitoramento, contenção e recolhimento do óleo derramado na costa litorânea do estado.

por Cassia Santana

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais