Peixes aparecem mortos e Adema não sabe dimensão do dano ambiental

0
Peixes mortos começaram a surgir na quinta-feira (Fotos: Adema)

Muitos peixes apareceram mortos no rio Sergipe, em uma localidade de Pedra Branca, no município de Laranjeiras. Os técnicos da Administração do Meio Ambiente (Adema) foram acionados e desde a quinta-feira, 18, estão no local fazendo monitoramento, mas ainda não identificaram a real dimensão do dano ambiental nem também a causa da mortandade dos animais marinhos na região.

Gilvan Dias acompanha monitoramento em Laranjeiras

De acordo com informações do diretor-presidente da Adema, Gilvan Dias, a quantidade de peixes mortos é grande e a equipe ainda está fazendo o levantamento para identificar a quantidade e as espécies afetadas. Conforme o diretor-presidente, os peixes apareceram mortos no leito do rio e a vazão os arrastou para o manguezal.

Em 2008, o mesmo problema ambiental foi detectado e teria sido, conforme Gilvan Dias, consequência do excesso de amônia lançado pela Fabrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen), unidade subsidiária da Petrobras. Mas, nesta ocorrência verificada na quinta-feira, 18, a origem do problema ainda não foi identificada. “Não podemos dizer que foi a mesma causa”, observou. “Houve também vazamento de óleo em outros locais, e estamos analisando tudo”, disse.

Adema faz análise da água

A equipe técnica está visitando o local diariamente monitorando a situação e realizando o exame da qualidade da água. Mas os estudos ainda não foram concluídos.

Por Cassia Santana

Comentários