Polícia Civil vai investigar invasão no Matadouro de Simão Dias

0
Município de Simão Dias busca solução para a interdição do matadouro (Foto: Facebook/Notícias SD 24 horas)

A Polícia Civil de Simão Dias vai investigar a invasão e os furtos registrados no Matadouro de Simão Dias. O fato ocorreu na última segunda-feira, 15, após a interdição do local por equipes da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema).

O delegado Clever Farias informou que um representante do Município registrou boletim de ocorrência e que um inquérito será instaurado para identificar os responsáveis pela invasão.  “Não há indicações de suspeitos, mas nós vamos iniciar as diligências nas proximidades para verificar onde esse material pode estar escondido e identificar os participantes”.

De acordo com o secretário de Agricultura de Simão Dias, Zé Cristiano, pelos menos 30 pessoas invadiram o Matadouro e furtaram diversos objetos que eram usados pelos profissionais que atuavam no local. “Quando eu soube da invasão, rapidamente chamei a Polícia Militar, mas não deu tempo. Os vândalos já haviam levado diversos objetos de trabalho. Nós ainda conseguimos salvar algumas serras e uma máquina, mas eu já recebi denúncias que à noite, outras pessoas estavam no local, roubando telhas e as cancelas”, lamenta.

Interdição

O Matadouro de Simão Dias foi interditado na última segunda-feira, 15. A interdição tem uma origem uma ação civil pública movida em 2010 pelo Ministério Público Estadual por causa de irregularidades na localização do matadouro (muito próximo a cidade), na estrutura física, na forma de abate dos animais e no despejo dos dejetos no meio ambiente.

A Prefeitura de Simão Dias disse que empregou diversos esforços para atender as exigências dos órgãos fiscalizadores, porém, sem sucesso devido ao maior impasse, decorrente da localização do imóvel. A Prefeitura disse também que tem adotado medidas para a construção de um novo matadouro que atenda a todas exigências legais, e que fez junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA, um cadastro com proposta de construção de um matadouro em Simão Dias. O pedido encontra-se em análise e o prazo para possível aprovação vai até 31 de dezembro.

Com a interdição, os marchantes de Simão Dias vão atuar em um frigorífico privado da cidade de Itabaiana.

por Verlane Estácio

Comentários