Polícia investiga caso do menino João Gabriel

0

O caso do menino João Gabriel ainda continua sem resposta. Apesar de ter sido entregue à mãe, Josefa Jesus dos Santos, e da possível raptora, Geize Chagas, ter se apresentado à polícia na tarde de ontem, 20, as versões dadas pelas duas não batem.

Dona Josefa diz que Geize tomou o filho dos seus braços e ainda a ameaçou de morte, fato que aconteceu na última quarta-feira. Mas, segundo a possível raptora, o fato foi que, depois de perder seu bebê ela soube que Josefa queria dar o recém nascido e foi ao encontro dela para ficar com a criança.

“O que leva a crer que pode ter acontecido o seqüestro é que Geize só queria um bebê do sexo masculino, porque ela estava grávida de um menino. E ela ainda apresentou a criança ao seu marido como se fosse filho dele”, explica a delegada Maria Aparecida Filgueira Sá, da Delegacia de Grupos Vulneráveis, responsável pela investigação do caso. 

Geize responde em liberdade, pois nada foi provado contra ela. Para a delegada, o caso deverá ser resolvido, no mais tardar, na semana que vem. “Hoje eu vou á Boquim ouvir mais algumas pessoas e pretendo concluir logo o inquérito policial”, acrescenta.

Doações

Nascido no último dia 15, João Gabriel, filho de Josefa Jesus dos Santos, mãe de sete filhos, nescessita de doacões de roupas, fraldas e mantimentos que podem ser entregues no Centro de Atendimento à Grupos Vulneráveis, localizado na avenida Augusto Maynard, 247.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais