Polícia prende dois assaltantes que agiam no interior e um terceiro morre em Geru

0

Acusados de assaltos estão no Cope (Foto: SSP)
Após serem detidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) por estarem conduzindo um veículo roubado, dois homens acusados de realizar uma série de assaltos em várias partes do Estado foram conduzidos para o Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope), pois já vinham sendo investigados pelo primeiro núcleo de investigações do Cope, coordenado pelo Delegado Cristiano Barreto.

Dando continuidade às investigações, equipes compostas por policiais do Cope, Comando de Operações Especiais (COE), Grupamento Tático Aéreo (GTA), com o apoio de  da Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol) desencadearam operação no município de Tomar do Geru, na última sexta-feira, com o objetivo de prender um terceiro integrante da quadrilha, que reagiu à prisão atirando contra os policiais e foi alvejado, morrendo ao ser levado ao hospital.

Foram presos José Clóvis dos Santos e José Roberto de Oliveira Santos. O carro flagrado com a dupla foi detido em uma barreira da PRF e era usado para praticar assaltos.Lealdo do Santos, mais conhecido como Tadeu, foi localizado pela polícia, mas na reação acabou morrendo, após subir no telhado da casa onde estava, em Tomar do Geru, e, com uma escopeta calibre 12, ter atirado contra os policiais.

Lealdo já chegou a ser resgatado da 1ª Delegacia Metropolitana, chegou a ser recapturado em Salvador e atualmente era foragido do sistema prisional. Com eles, a polícia apreendeu a escopeta usada por Tadeu, um colete balístico roubado de um vigilante e um posto de combustível na cidade de Capela, munições, e um revólver calibre 38.

Segundo o delegado André Baronto, o grupo agiu principalmente em postos de combustíveis e em propriedades rurais nas cidades de Muribeca, Umbaúba, Capela, Aquidabã, Nossa Senhora do Socorro e outras cidades de diferentes regiões do interior. Em um assalto ao posto de combustível no município de Umbaúba, no início deste mês, a quadrilha subtraiu aproximadamente R$ 60 mil.

André Baronto explicou que as investigações vão continuar, com o objetivo de localizar outros integrantes da quadrilha. Além de vários assaltos a postos de combustíveis, os integrantes da quadrilha já haviam roubado a fazenda de um ex-secretário adjunto. Os dois presos foram encaminhados para o Cope, onde prestou depoimento à polícia.

Fonte: SSP

Comentários