Preços altos diminuem consumo de peixes

0

Comerciantes aguardam fregueses
A procura por peixes e mariscos no Mercado Central de Aracaju e na Central de Abastecimento de Aracaju (Ceasa), ainda é acanhada neste período de quaresma, em que os católicos costumam aumentar o consumo. Comerciantes afirmam que a expectativa é de que o movimento possa crescer na Semana Santa, a exemplo de outros anos.

Para os consumidores, os preços altos acabam afastando a população das bancas. “O quilo de pescada amarela chega até R$ 18 e do camarão pistola, até R$ 20. É muito caro. A igreja que me perdoe, mas na minha casa, só vamos comer peixes na Sexta-feira da Paixão”, ressalta a dona de casa, Maria Tereza Barros.

Em contrapartida, os comerciantes afirmam que os preços aumentaram “apenas R$ 1, o que normal para o período da Quaresma. “As pessoas reclamam, mas aqui vendemos produtos fresquinhos. Pior é comprar congelado e pagar mais caro”, acredita o Sr. Pedro Silva.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais