Preso acusado de manter casa de prostituição em Areia Branca

0

A Polícia Civil prendeu na tarde desta quarta-feira, dia 3, um homem acusado de exploração sexual de adultos e crianças em Areia Branca, município distante 36 quilômetros de Aracaju. Givaldo dos Santos, o Gago, estava foragido desde junho de 2009 e foi capturado no povoado Junco.

Segundo a coordenadora da Delegacia da Polícia Civil na cidade, a delegada Mariana Andrade de Amorim, Gago a prisão foi realizada em cumprimento a um mandado de prisão preventiva expedida pela justiça. Ele deverá responder pela prática do crime previsto no artigo 229 do Código Penal.

“Devido a constantes denúncias, foi instaurado inquérito policial a fim de apurar se, de fato, Givaldo fazia de seu estabelecimento comercial, situado na BR 235 uma casa de prostituição. A informação era de que o espaço frequentado por menores de idade, inclusive”, relatou a delegada.

No entanto, esclarece Mariana, ao tomar conhecimento de que estava sendo investigado, o acusado fugiu da cidade de Areia Branca, tomando destino ignorado. A delegada representou então pela prisão preventiva de Givaldo, tendo sido o pedido deferido pela Comarca local.

“Começamos a investigar acerca do paradeiro de Givaldo e há poucos dias tomamos conhecimento de que, após ter passado meses longe de Areia Branca, ele teria retornado e estaria escondido no Povoado Junco. Fomos até o local e conseguimos encontrá-lo”, informou Mariana Amorim.

Depois de preso, Givaldo dos Santos foi encaminhado à Delegacia Plantonista da Polícia Civil em Aracaju, onde ficará custodiado aguardando decisão judicial. O Código Penal prevê que manter estabelecimento em que ocorra exploração sexual pode resultar em pena de reclusão de dois a cinco anos, e multa.

Fonte: SSP

Comentários