PRF responsabilizará manifestantes por eventuais danos em rodovia

0
Manifestantes se dispersam após interferência da PRF (Foto: reprodução Grupo Whatsapp Sergipe Notícias)

A equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) conseguiu dispersar os manifestantes e todo o trecho que ficou interditado na manhã desta terça-feira, 19, já está liberado para o tráfego de veículos. A PRF identificará os manifestantes para que sejam responsabilizados pelos danos que o ato teria causado à malha viária, conforme adverte a assessoria de imprensa da PRF. Os manifestantes, integrantes do Movimento dos Desempregados de Carmópolis, interditou um trecho da BR 101, no acesso à cidade, no município de Carmópolis, na manhã desta terça-feira, 19, e a PRF, segundo a assessoria, já identificou os danos que os manifestantes causaram à pista.

De acordo com informações da assessoria de imprensa na PRF, o grupo ateou fogo em pneus, mas a própria equipe da PRF conseguiu controlar as chamas e limpar a pista e será convocado a ressarcir os danos que causaram. Pouco antes das 8h da manhã toda a pista já estava liberada. A Polícia Rodoviária Federal alerta para os riscos e as consequências de manifestações desta natureza em rodovias federais.  E advertiu que, nestes casos, todos os responsáveis pela mobilização e consequentes manifestações serão convocados a ressarcir os eventuais danos.

A assessoria de imprensa explica que o calor provocado pela queimada de pneus danifica o pavimento, com a possibilidade de provocar rachaduras e buracos na pista e causar acidentes. A PRF alerta para os critérios que os manifestantes devem adotar, antes de realizar qualquer ato de protesto em vias federais. Os organizadores devem comunicar o intuito de realizar a manifestação previamente à PRF, indicando a data e horário, com uma antecedência que possa permitir ao órgão realizar uma articulação para minimizar os impactos sobre aqueles que transitam na pista.

Os manifestantes também devem evitar queimadas que possam causar danos ao patrimônio público, ao meio ambiente e também à saúde da população, conforme adverte a assessoria de imprensa da PRF.

Acidente grave

No dia 11 de março de 2015 um grave acidente ocorreu em um trecho da BR 101 interditado pelo Movimento Sem Terra (MST). Uma carreta bi-trem colidiu com outros 15 veículos, que formaram uma fila na pista interditada deixando um saldo de três pessoas mortas. O laudo da PRF indicou, à época, que o bloqueio da pista foi a principal causa do acidente.

por Cassia Santana

Comentários