Quinze corpos são registrados no IML nas últimas 24h

0
(Fotos: Arquivo Portal Infonet)

Nas últimas 24 horas, quinze corpos foram registrados pelo Instituto Médico Legal (IML/SE). Foram cinco registros no início da noite da última sexta-feira, 24, e outros dez ao longo das primeiras horas deste sábado, 25. Entre eles, está o de Maria Aparecida do Nascimento, de 49 anos. Ela foi morta vítima de arma branca, no povoado Genipapo, em Lagarto.

Outros quatro corpos foram registrados por assassinatos, todos por arma de fogo. Sandy Evina Alves do Nascimento, de 17 anos, foi morta na rua B5, no Conjunto Mutirão, em Laranjeiras. David de Jesus Batista Santos foi assassinado em Nossa Senhora do Socorro. O crime aconteceu no conjunto João Alves Filho.

Diego Santos de Góis foi assassinado dentro de seu próprio estabelecimento, em São Cristovão. O homem, de 29 anos, estava fechando a farmácia da qual ele é dono, localizada no bairro Eduardo Gomes, quando foi abordado por um assaltante. De acordo com informações de familiares, Diego teria reagido ao assalto, o que gerou no assassinato da vítima.

Outro caso de assassinato é o de José Ademilson dos Santos. O homem, de 42 anos, foi morto a tiros em um bar no Povoado dos Touros, na Barra dos Coqueiros. Segundo familiares de José Ademilson, ele estava conversando com a dona do bar, quando foi alvejado pelo ex-marido da mulher por ciúmes.

Outras quatro pessoas foram mortas por acidentes de trânsito, sendo duas por atropelamento. Uma delas é Maria Otilia Bispo dos Santos, de 62 anos. Ele morreu na avenida Péricles Andrade, em Itabaiana. Willian Mateus Oliveira, de 18 anos, também foi atropelado em Itabaiana.

As outras duas pessoas foram vítimas de acidente de trânsito. José Carlos Vieira de Andrade, de 52, foi vítima de um grave acidente entre três caminhões e dois carros, que aconteceu em Santa Luzia do Itanhy. Em Poço Redondo, um homem não identificado, de 42 anos, foi vítima de acidente motociclistico.

Em Paripiranga, na Bahia, um homem de 47 anos morreu por queda da própria altura. Wellington da Conceição morreu no povoado Matoso. Ele chegou a ser encaminhado ao HUSE, mas não sobreviveu.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais