Servidores da DRT continuam em greve

0

Greve dos servidores da DRT já dura há 36 dias
Há 36 dias em greve, os servidores da Delegacia Regional do Trabalho (DRT) não tiveram avanços nas negociações com o Governo Federal. Eles reivindicam a criação de um plano de carreira, além de melhorias no ambiente de trabalho, como estrutura e material mobiliário. Nesta semana uma reunião deve decidir o rumo da greve no Estado.

Nesse período de greve cerca de 14 mil atendimentos entre a retirada da carteira de trabalho, seguro desemprego e denúncias, deixaram de ser realizados em Sergipe. De acordo com a integrante da diretoria do Sindicato dos Trabalhadores da Saúde, Trabalho e Previdência Social no Estado de Sergipe (Sindiprev), Margarida dos Santos Silva, ainda não houve avanços nas negociações com o Governo Federal.

Margarida disse que grevistas não tem apoio da população
“Ontem houve uma reunião na Casa Civil, tem dois deputados nos ajudando em nossas reivindicações. Até agora não houve avanços e 22 Estados continuam parados. Na sexta-feira, vamos realizar uma assembléia no sindicato com os servidores de Sergipe para decidir o rumo da greve”, contou.

Margarida disse que os servidores constantemente estão passando humilhações por conta da greve. “Está sendo muito desgastante, estamos sendo muito humilhados pelo povo que não entende os motivos da nossa greve. Nos chamam de desocupados, preguiçosos. Sabemos que as pessoas necessitam tirar a carteira de trabalho para registrar seu trabalho, mas também precisamos reivindicar nossos direito”, disse.

Por Bruno Antunes

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais