Sindicato dos Bancários aponta disparidade salarial no Banese

0

O Sindicato dos Bancários de Sergipe aponta que a remuneração dos trabalhadores do Banco do Estado de Sergipe (Banese) tem apresentado um crescimento irregular nos últimos dois anos e meio. A entidade diz que os salários dos administradores vem crescendo acima da média dos demais salários dos funcionários.

Nesses dois anos, de acordo com a entidade, a remuneração bruta máxima dos administradores apresentou uma variação de 21,91%, enquanto para os demais funcionários teve um crescimento de 11,09%.

A remuneração bruta mínima para os administradores apresentou uma variação de 652,96%, enquanto para o restante dos funcionários teve um acréscimo de 13,47%. O Sindicato informa ainda que se fosse dado o mesmo tratamento que é oferecido aos administradores, os demais funcionários do Banco teriam uma remuneração bruta máxima de R$ 6.502,29 e uma remuneração bruta mínima de R$ 934,03.

“Por isso, queremos discutir com a direção do Banese uma nova estrutura salarial, que garanta uma melhor distribuição da remuneração entre todos os funcionários, que em todos os momentos de dificuldades do banco foram chamados para saneá-las. Por isso, é chegado o momento destas reparações”, afirma Ivânia Pereira, diretora do Sindicato dos Bancários.

Tabela de Remuneração do Banese (Fornecida pelo Sindicato dos Bancários)

(1)     Inclui remuneração de horas extras (inclusive adicional noturno), quando efetivamente prestadas.

(2)     Inclui honorários, verba de representação e direitos individuais atribuídos a funcionários.

Comentários