Sistema permite ao MP acesso a laudos do Instituto de Criminalística

0
O objetivo do sistema é gerenciar ocorrências, requisições e laudos, e gerar relatórios de gestão facilitando o trabalho de armazenamento e compartilhamento de dados da perícia.  (Foto: Arquivo Portal Infonet)

Desde o início do ano, o Ministério Público de Sergipe, por meio da Coordenadoria Geral e do Centro de Apoio Operacional de Segurança Pública, vem realizando reuniões e firmando parcerias com outros órgãos para melhorar a estrutura das perícias criminais no Estado.

Nesta semana foi lançado, pelo Instituto de Criminalística, o Sistema Forensys. A implantação da ferramenta é fruto dessas reuniões de trabalho. O sistema foi desenvolvido pelo perito criminal Paulo Roberto e tem como objetivo gerenciar ocorrências, requisições e laudos, e gerar relatórios de gestão facilitando o trabalho de armazenamento e compartilhamento de dados da perícia. “O Forensys vem para revolucionar a Perícia do Estado de Sergipe. Só de imaginar que o Instituto de Criminalística não mais funcionará à base do papel, me motiva a manter o sistema em constante evolução. Ganham os agentes da segurança pública com uma maior celeridade do trabalho pericial, ganha o Estado com a enorme redução de gastos públicos, ganha a população sergipana com respostas mais rápidas da Justiça”, explicou Paulo Roberto.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP/SE), atualmente, existem laudos de mais de 20 anos armazenados no Instituto, então a ideia é que todo o registro mantido em papel seja digitalizado e disponibilizado no Sistema Forensys, para que as Delegacias de Polícia, Ministério Público e Tribunal de Justiça, com o número do ofício, consultem o laudo técnico e tenham a resposta automaticamente pelo sistema de qual o documento foi emitido, qual o laudo pericial foi dado, qual número do laudo e, se quiserem, fazer o download das informações.

“O atraso na entrega dos laudos causa evidente prejuízo ao andamento dos processos. Através do sistema teremos acesso ao laudo ainda em elaboração. Por enquanto o sistema está disponível apenas para os servidores do Instituto. Os peritos estão alimentando o banco de dados. Mas em breve os membros do MP poderão consultar o sistema e receberão o link de acesso”, explicou a promotora de Justiça e diretora do CAOp da Segurança Pública, Cláudia Daniela Franco.

Fonte: MPE

Comentários