Sorgo é apresentado como opção para a região semi-árida em SE

0

Uma alternativa à cultura do milho na região semi-árida será apresentada aos produtores rurais em Monte Alegre nesta quinta-feira, 27. O público será apresentado ao desenvolvimento de quatro variedades de sorgo forrageiro e granífero durante um dia de campo que será realizado, na comunidade Tabuleiros, a partir das 9h.

 

O sorgo é uma cultura resistente ao calor e à falta de água, uma alternativa para produtores das regiões onde chove menos, que ainda possibilita a diminuição dos custos de produção das rações de bovino, aves e suínos. Estudos mostram que o sorgo está se desenvolvendo e produzindo satisfatoriamente em diversos municípios de Sergipe.

 

O sorgo é mais barato do que o milho, mas tem um valor nutritivo menor. Por esse motivo ele deve compor até 30% da ração, o que ainda assim representa uma economia para os produtores. Durante o dia de campo em Monte Alegre também serão apresentadas o desenvolvimento das culturas de milho e feijão.

 

Mandioca

 

Outro dia de campo promovido também pela Embrapa Tabuleiros Costeiros, de Sergipe, em parceria com a Embrapa Mandioca e Fruticultura, de Cruz das Almas (BA), o Deagro e Prefeitura de Umbaúba, irá tratar da cultura da mandioca. Os produtores terão a chance de conhecer a produtividade com 14 meses de plantio de diversos híbridos e variedades para a produção de farinha, consumo in natura e alimentação animal. Os participantes também receberão os dados de produtividade com 12 meses de colheita. O dia de campo será no Campo Experimental da Embrapa em Umbaúba nesta quinta-feira, 27, a partir das 9h.

Comentários