Almanaque encerra temporada

0

A peça “Almanaque”, da Companhia de Teatro Stultifera Navis, encerra sua temporada nesse sábado, dia 15. Nessa sexta-feira, acontece às 19 horas e no sábado, às 20 horas. “Almanaque” bateu o recorde de temporada no Teatro Juca Barreto – Cultart, cinco meses, e teve uma platéia com mais de 3 mil pessoas. A peça narra fatos históricos e pitorescos dos últimos 40 anos do Brasil e do mundo, através de um espetáculo multimídia – numa mistura de teatro e música – telão com imagem históricas, dentre outras peculiaridades. “Almanaque tem o objetivo de discutir eventos importantes que transformaram, de alguma maneira, a sociedade – desde a chegada do homem à lua até a clonagem da ovelha Dolly, passando pelo golpe militar de 64”, afirma Lindemberg Monteiro, diretor artístico da Companhia. No elenco: Victor Figueiredo, Aline Braga, Edésio Aragão, Anderson Bruno, Carlos Lima, Caroline Madureira, Dário Lisboa, Suene Soares e Everton Machado.
COMPANHIA – Originada há 12 anos no Rio de Janeiro, a Companhia surgiu da iniciativa de alunos recém-formados no curso de Artes Cênicas da Uni-Rio. Há um ano, a Stultifera Navis criou um núcleo no Estado de Sergipe, que atualmente trabalha com 30 atores. Mas a Companhia se estende também ao trabalho assistencial, com a adoção da escola estadual Gonçalo Rollemberg. Lá, o grupo montou um projeto para ministrar aulas para as crianças carentes e, agora, busca parceiros para que seja possível a viabilização prática desse projeto. “Levaremos diversos tipos de informações culturais a essas crianças: dança, música, dentre outras manifestações artísticas”, diz Lindemberg.
NOVIDADES – A Companhia de Teatro Stultifera Navis já prepara as próximas atrações: “Valsa nº 6”, de Nelson Rodrigues e “A Cantora Careca”, de Eugene Ionesco. A estréia está marcada para a segunda semana do próximo mês de março. Além disso, a Companhia já estreou o espetáculo de rua “Qual o Rio que Corta o São Francisco”.

Comentários