Camilla Campos lança clipe com foco na importância das relações

0
Cuna vem com o objetivo de explorar a importância do cuidado com as relações do ser humano consigo. (Foto: Rafael Silveira)

No dia 06 de junho, em sua página do YouTube, a compositora radicada sergipana Camilla Campos irá lançar o videoclipe Cuna, projeto realizado em parceria com a designer gráfica sergipana, Gabi Ettinger, e produzido por uma equipe 100% feminina.

Fruto de um desafio aceito pela compositora em 2018 para compor a trilha sonora do minidoc “ The art of the taking care of the ocean”, gravado na Vila Brandão (Salvador -2019) durante o Festival Maré Arte, promovido e idealizado pela oceanógrafa Priscilla Campos (Doutoranda UFS/ Aveiro), Cuna vem com o objetivo de explorar a importância do cuidado com as relações do ser humano consigo, trazendo a discussão sobre a pausa em decorrência da pandemia, e, principalmente, a importância de nos enxergar como seres da natureza.

“A obra produzida traz consigo uma mensagem de extrema importância para a população em geral. A pausa que estamos vivenciando atualmente exige que possamos perceber as nossas relações interpessoais, com o outro e principalmente com o nosso planeta. A ideia é sensibilizar para que possamos refletir, praticar e modificar os nossos hábitos autodestrutivos numa escala evolutiva. Esperamos que a obra perpasse os meios de comunicações e divulgação em redes sociais, que possa ser explorada também em escolas de redes municipais e estaduais, como discussão e diálogo sobre o cuidado com as nossas relações e o meio ambiente que vivemos, principalmente com as crianças, via local e mundial”, afirmou a compositora.

De acordo com Camilla, “Cuna”, é origem, é berço. “A música veio a mim 3 dias antes do festival, sem nome, foi apresentada no festival, sem nome, e isso nunca me aconteceu, sempre concebo as músicas com nome, letras e melodias. E no dia seguinte ao término do festival, acordei com um sopro “Cuna”. Eu fiquei intrigada, porque não sabia o significado desta palavra e ao procurar entendi que não haveria sentido melhor: origem, berço. Que possamos retornar e aprender a cuidar do lugar de onde viemos, das águas!”, destacou.

Para ela, a importância da reflexão atual, e a sua relação com a inspiração de “Cuna”, é a mola propulsora para que consiga passar a mensagem que acredita dentro do conceito que a composição carrega. A animação foi a narrativa escolhida, por acreditarem ter um maior alcance de público. Camilla assina com Gabi o roteiro e direção do videoclipe e edição de Manoela Veloso. Cuna é a primeira composição instrumental de Camilla, concebida numa imersão de três dias, em parceria na produção musical com o artista baiano Átila Santana.

Além do lançamento em sua rede social, Cuna também será exibido no Festival de Cinema Infantil É Tudo Criança, que acontece de 07 a 11 de junho, e será transmitido pelo site (www.festivaletudocrianca.com.br). O festival é uma iniciativa inédita e este ano espera alcançar mais de 10 mil espectadores no país. Durante esses dias, escolas de todo o país  poderão direcionar suas práticas pedagógicas da semana com crianças de todas as idades para a participação nas atividades do Festival, gratuitamente, através de inscrições pelo link: https://lkt.bio/etudocrianca .

Esse projeto foi contemplado pelo Edital LAB 04 Janela para as artes, por meio da Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju), através da Lei Aldir Blanc.

Fonte: Ascom/Camilla Campos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais