Ilma Fontes lança livro de poesias ‘Nervuras: Poesia Em Carne Viva’

0
Aos 72 anos, Ilma Fontes afirma que nunca se interessou em lançar livro de poesia (Foto: Ascom Segrase)

‘Nervuras: Poesia Em Carne Viva’ é o nome do próximo livro de Ilma Fontes. A obra que será lançada pela Editora Diário Oficial de Sergipe (Edise) no dia 12 de abril no Centro Cultural de Aracaju, na praça General Valadão, às 17h.

Aos 72 anos, Ilma Fontes diz que nunca se interessou em lançar livro de poesia. “Poesia para mim é ocasional, mas de repente, a ex.deputada estadual Ana Lúcia Menezes, me apoiou e deu toda força para lançar essa obra. Mas eu selecionei apenas poemas ‘esfolados em carne viva’, não brinquei em serviço, são poemas fortes”, conta.

Escritora

Poetisa, médica, cineasta, escritora, ativista cultural. Vanguardista, foi a primeira em muitas coisas, inclusive a dirigir o primeiro filme sergipano, “Arcanos – O Jogo” e a primeira mini série para a televisão “A ultima semana de Lampião”, de 1986. Fundadora da TV Educativa em Sergipe comandou vários programas com artistas locais.

Os Penitentes das Artes em Sergipe

Após o evento de lançamento, o público poderá participar da caminhada que acontecerá na Praça General Valadão, intitulada ‘Os Penitentes das Artes em Sergipe’, segundo Ilma Fontes. Nesta caminhada, que será aberta ao público, cerca de setenta nomes de pessoas que contribuíram de alguma forma para o desenvolvimento artístico do pensamento sergipano serão citados, a exemplo de Araripe Coutinho, Fernando Chaves, Iara Vieira, Clarencio Fontes, Giselda Moraes, entre outros.

“A idéia surgiu da preocupação com a rapidez que as pessoas e os seus nomes são esquecidos. É uma ideia que tomou corpo, e a cada vez que eu falo, ela se avulta”, ressalta Ilma Fontes.

Em seguida, quando a caminhada retornar ao ponto de início, haverá um recital espontâneo de poesia, e todos poderão participar. O evento conta também com filmagem e fotografia, que será enviado para Galeria Tina Zappoli, em Porto Alegre, de Marinho Neto, filho de uma das homenageadas, Tereza Prado. “Tereza fez grandes festivais de arte em São Cristóvão, quando foi diretora do Centro de Cultura de Arte, da Universidade Federal de Sergipe”, relembra Ilma Fontes.

Com informações da Ascom Segrase

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais