Movimento LGBTs realiza 1º Grito Estadual

0

Evento reúne todas as entidades que defendem o movimento gay em Sergipe
Acontece nesta sexta-feira, 23, o 1º Grito Estadual pela Cidadania LGBTs – que reúne gays, lésbicas, transexuais, bissexuais e simpatizantes –, na Praça Fausto Cardoso em frente ao calçadão da João Pessoa, no centro da cidade. Um dos coordenadores do evento é Wellington Andrade, fundador do extinto Dialogay.

Há 30 anos lutando contra a discriminação em Sergipe, Wellington contou que o Grito Estadual é um evento comemorativo.  “A importância é comemorar os 30 anos de movimento, informando toda a sociedade sergipana contra todo o preconceito que acontece contra as minorias e também esclarecer à sociedade de que a pedofilia não tem nada a ver com o homossexualismo”, afirmou.

Josa, “O Vaqueiro do Sertão” recebe homenagem (fotos: Portal Infonet)
A expectativa da organização é de reunir três mil pessoas no centro de Aracaju. A programação teve início no final da tarde e contará com shows da cantora Joseane Dyjosa, Grupo Afro cultural Axé Quizomba e o monólogo “Homofobia, drogas e Aids” com o ator baiano Jackson Reis.

A cantora sergipana Joseane Dyjosa, há 15 anos foi homenageada pelo grupo Dialogay, hoje, o pai dela, o cantor Josa ‘O vaqueiro do sertão’ receberá um troféu de apoio a causa gay. “A minha trajetória de vida na música foi sempre de apoio a quem sofre com o preconceito. Quando eles fizeram 15 anos eu fui condecorada por eles, 15 anos depois meu pai irá ser homenageado e eu irei realizar o show”, falou.

Ator baiano realiza monólogo sobre prevenção e contra a homofobia
De acordo com o ator Jackson Reis que atua há oito anos, a montagem do espetáculo foi para apresentações em municípios que realizam movimento em defesa dos gays. “Infelizmente o Brasil é um dos países mais homofóbicos do mundo. A Bahia, onde eu vivo, é o segundo Estado com maior número contra a homofobia do Brasil”.

Por Bruno Antunes

Comentários