Obras de restauração do Centro Cultural seguem

0

(Foto: Ascom AAN)

A praça General Valadão situada no Centro da capital irá receber em breve um novo Centro de Cultura e Arte. O antigo prédio da Alfândega está sendo reformado e restaurado pela Prefeitura de Aracaju, por meio da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), para se tornar em um novo ponto turístico dos aracajuanos.

Com um investimento de R$2,8 milhões, o novo Centro Cultural terá um espaço para o comércio de artesanato, hall para exposição de obras de arte, sala de cinema para exibição de documentários e filmes relacionados à cultura local, apresentação de peças teatrais e um cybercafé. O projeto faz parte do Programa Integrado de Desenvolvimento Urbano e Inclusão Social e está sendo realizado de acordo com a legislação brasileira de valorização patrimonial e cultural.

Esta semana, equipes da empresa estão trabalhando nos serviços do contra piso, reboco na parte interna do prédio e instalação dos sistemas elétrico e hidráulico. Na restauração já estão sendo feitos os processos de confecção de formas para reprodução dos elementos artísticos do roda teto (pintura parietal), confecção das formas artísticas de fachada e reprodução das peças. Estão sendo removidas as camadas de pintura, revertendo intervenções errôneas anteriores. Os profissionais também estão realizando a limpeza da parte exterior do prédio.

Restauração

Segundo o restaurador Cristiano Lopes, a próxima etapa da obra será a de reconsolidação dos elementos comprometidos da frontaria do edifício e a colocação dos ornamentos que estão sendo reproduzidos. "Para se conseguir um módulo dos elementos de fachada, foi preciso prospectar referências em diversas partes para então se confeccionar uma forma para reproduzir fielmente a pintura original nos locais faltantes", explica o restaurador.

De acordo com o presidente da Emurb, o engenheiro Osvaldo Nascimento, a obra é importante para a capital não só por promover a restauração e valorização do patrimônio histórico, mas também por criar um novo espaço para divulgação da cultura sergipana.

"A obra faz parte do amplo projeto de revitalização do Centro da capital. E vai proporcionar aos aracajuanos e turistas um espaço para contemplar a arte e cultura de Sergipe, em toda a sua diversidade. A obra também vai garantir a conservação de nosso patrimônio histórico", esclarece o engenheiro.

História

Considerado um dos prédios mais antigos da cidade, a antiga Alfândega foi construída no século XIX. Na metade do século XX, passa a sediar a Receita Federal, sendo desativada no final do mesmo século. Em 2003, é tombado por meio do decreto lei nº 21.765 pelo Governo do Estado e transferido, assim, da União para a Prefeitura.

Fonte: Ascom AAN

Comentários