Trabalho infantil é fiscalizado no Pré-Caju

0

Nem tudo é festa no Pré-Caju. Para muitos a folia é a oportunidade de ganhar um dinheiro extra. O problema é que muitas crianças e adolescentes podem ser encontrados no percurso do desfile realizando algum tipo de trabalho.

Para combater os abusos, o SOS Criança – um serviço nacional mantido pela Secretaria da Criança e Assistência Social – SECRAS – montou um stand para atender denúncias de violação dos direitos das crianças e adolescentes durante a prévia.

 

Segundo Balbina Carvalho, coordenadora do SOS Criança, os menores de 18 anos em situação de risco são recolhidos pelo Conselho Tutelar ou pela Polícia Militar. A partir daí, esses são conduzidos às suas famílias e, caso sejam de um outro Estado, são acolhidas pelo SOS até que sejam encaminhadas para o lar.

 

Quando a equipe da InfoNet questionou a  presença de muitos menores catando latinhas no percurso, Balbina informou que o projeto não tem o poder de apreender uma criança. “As crianças catam latinha o ano inteiro. Essa é uma situação muito complicada, pois muitos menores estão sozinhos porque o pai ou a mãe está catando latinha em outro ponto da festa, e também envolve o sustento de toda a família”, afirmou.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais