Aracaju tem a cesta básica mais barata do país

0

Aracaju tem a cesta básica mais barata dentre as 17 capitais pesquisadas pelo DIEESE no último levantamento mensal do departamento com o prçeo de R$ 167,37. A cidade sergipana apresentou ainda uma retração superior a 5% no valor da cesta básica (7,18% especificamente), notada apenas em outras quatro (Curitiba, São Paulo, Vitória e Florianópolis). Apenas Rio de Janeiro e Belém registraram alta nos preços.

Apesar da queda de 3,37% verificada em Porto Alegre, a capital gaúcha continuou a ter, em março, a cesta mais cara (R$ 238,73). Com a elevação ocorrida no mês, o segundo maior valor foi apurado no Rio de Janeiro (R$ 228,15), enquanto São Paulo ficou em terceiro lugar (R$ 221,90). No ranking das mais baratas, depois de Aracaju, vêm João Pessoa (R$ 174,72) e Recife (R$ 175,48).

Cesta X Salário mínimo

A forte queda no preço da cesta básica, na maior parte das capitais pesquisadas, reduziu também o tempo de trabalho necessário, na média das capitais, para a compra da cesta básica. Em março, o trabalhador que ganha salário mínimo precisou, para adquirir o conjunto de gêneros alimentícios essenciais, cumprir uma jornada de 96 horas e 28 minutos, a menor desde o início da elevação dos preços de alimentos em julho de 2007 (92 horas e 37 minutos). Em fevereiro, a mesma compra exigia 100 horas e 21 minutos, enquanto em março de 2008 eram necessárias 102 horas e 16 minutos.

Também quando se considera o percentual do salário mínimo líquido – após o desconto equivalente à Previdência Social – comprometido com a compra da cesta, o mesmo quadro se repete. Em março, 47,66% dos rendimentos líquidos eram destinados à mesma aquisição que em fevereiro requeria 49,58% do valor recebido e em março de 2008 comprometia 50,53% da renda líquida.

Com informações do DIEESE

 

 

Comentários