Cohidro fiscaliza cumprimento de medidas recomendadas à Ceasa Aracaju

0
Foto: Ascom/Cohidro

Fiscais da Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe (Cohidro) visitaram a Central de Abastecimento de Sergipe (Ceasa) em Aracaju, na terça-feira, 31, para conferir a aplicação das orientações de enfrentamento e prevenção ao novo coronavírus, determinadas por decreto da Prefeitura de Aracaju e de portaria emitida pela companhia. A Cohidro também realizou nova reunião com a administradora do espaço, a Associação dos Usuários da Ceasa de Aracaju (Assuceaju), que passou a adotar medidas intensivas de higienização e implementou controle efetivo de entrada, priorizando clientes pedestres e restringindo o acesso de veículos a somente 10 por vez.

Adotando os mesmos critérios aplicados nos mercados municipais de Aracaju para enfrentamento ao coronavírus, a Cohidro – proprietária do espaço físico cedido à Assuceaju, para a comercialização de hortifrutigranjeiros – emitiu a Portaria 24/2020 na última semana. No documento, a companhia reforça a necessidade de obediência aos decretos 40.567/2020, do Governo do Estado, e 6.101/2020, da Prefeitura de Aracaju, bem como às medidas emitidas pelo Ministério Público Estadual (MPE), e estabeleceu algumas normas, como a redução do horário de funcionamento, ficando de 5h30 às 13h30; a suspensão da feira livre; o distanciamento de dois metros entre as bancas de comercialização; e a realização da limpeza intensiva de bancas e pisos da área de vendas.

Durante a visita, os fiscais da Cohidro constataram que as medidas de proteção individual para clientes e funcionários, já adotadas na semana passada, continuam a ser executadas. Já nesta semana, a Ceasa passou a realizar a limpeza diária de toda estrutura de acesso ao público e também adotou o controle efetivo nas entradas de acesso ao mercado. “Ao abrir os portões em novo horário, determinado para 5h30, damos prioridade de entrada para os clientes pedestres. Posteriormente, liberamos lotes de veículos para compras de 10 em 10 automóveis, e ficamos aguardando a sua saída para a liberação da entrada de mais clientes. Estamos também cumprindo a solicitação do MPE, de lavar a Ceasa todo dia, com cloro e sabão em pó”, disse o gerente administrativo da Ceasa, Dorgival Targino.

O diretor-presidente da Cohidro, Paulo Sobral, direcionou uma equipe de fiscalização que atua nos perímetros irrigados do Governo do Estado, para verificar as ações que foram exigidas pela Prefeitura, Governo e MPE. “Foi avaliado hoje que, ao restringir a entrada de veículos, dando premência aos clientes que estão a pé, está se criando um congestionamento na entrada da Ceasa. Por isso, já solicitamos o apoio da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) de Aracaju, que está organizando a entrada da Ceasa e o tráfego na avenida Gentil Tavares”, informou. Paulo Sobral assegura ainda que a gerência da Ceasa está atuando no fornecimento de equipamentos de proteção individual (EPIs) aos funcionários, como luvas e máscaras, e na disponibilização de álcool 70% para os clientes.

A Prefeitura de Aracaju também contribuiu enviando à Ceasa as equipes especializadas em desinfecção da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), atuando na limpeza das áreas abertas do mercado. As visitas de fiscalização da Cohidro à Ceasa continuarão a ser realizadas até o fim do isolamento social, destaca o presidente da companhia. “As nossas inferências vão continuar acontecendo enquanto durar esse período de isolamento social, para garantir que o funcionamento da Ceasa – mercado de importância essencial ao abastecimento de pequenos comércios de alimentos e feiras do interior – resguarde a saúde dos clientes, diante do risco que oferece a pandemia do coronavírus’, completou Paulo Sobral.

Fonte: Ascom/Cohidro

Comentários