Emsurb notifica comerciantes sobre novo modelo das feiras livres

0
Novo modelo será implementado a partir do dia 10 de março (Foto: Felipe Goettenauer/Emsurb)

A Prefeitura de Aracaju, por meio da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), está notificando os feirantes da capital sobre o cronograma de mudanças do novo modelo de organização das feiras livres, a ser implementado a partir do dia 10 de março, pela empresa vencedora da licitação – Locazil Locações e Serviços Ltda.

A iniciativa atende ao Ministério Público Estadual (MPE/SE), quanto à implementação de instrumentos que assegurem as condições sanitárias necessárias para a comercialização de produtos de origem animal.
O primeiro local a ser visitado, nesta terça-feira, 3, pelas equipes da Diretoria de Espaços Públicos e Abastecimento (Direpa), foi a feira do Batistão, no bairro São José. Lá, cerca de 130 comerciantes receberam as notificações.
As alterações do novo formato das feiras livres, estabelecido pela Prefeitura de Aracaju, irão acontecer de maneira gradativa com toda a infraestrutura de comercialização padronizada, seguindo os aspectos técnicos necessários para o início dos serviços previstos em contrato. “Após alinhamento com a Locazil, ficou definido que as primeiras feiras a receber, em fase experimental, as novas estruturas serão aquelas de menor porte. Neste sentido, a partir da próxima terça-feira [dia 10], os espaços de comércio ao ar livre instalados na região do Batistão, Orlando Dantas, Jabotiana, Suíssa, São Carlos e no conjunto Jardim Esperança, respectivamente, receberão novas bancas para hortifruti, manipulação e corte de carnes, peixes e aves, além dos balções frigoríficos para os produtos de origem animal”, explicou o presidente da Emsurb, Luiz Roberto Dantas.
O comerciante de carnes Fábio Tavares considerou positiva as mudanças implementadas pela administração municipal, como continuidade do processo de reorganização das feiras livres da cidade, posto em prática pela atual gestão. “Será mais seguro para o cliente e também para nós, que iremos oferecer produtos com melhor qualidade”, afirmou ele.
“Vai ser melhor para nós, pois vamos ter condições de levar mais saúde para os consumidores. Desta forma, as mudanças são sempre bem-vindas”, destacou o feirante Roberto José dos Santos, que além da feira do Batistão, comercializa queijos e derivados nas feiras dos bairros Grageru, Aruana e no conjunto Augusto Franco.
“Estava com algumas dúvidas com relação a essas mudanças, mas conversando com os fiscais ficou tudo esclarecido. Agora, é aguardar essa nova arrumação que, com certeza, trará benefícios para todos nós”, comentou Gilvânia Bispo Santos, comerciante de frutas.

 

Fonte: PMA 

Comentários