Férias coletivas preocupam trabalhadores da indústria

0

Sinditextil se preocupa com situação de trabalhadores (Fotos: Arquivo Infonet)
Trabalhadores do setor industrial em Sergipe estão receosos com as férias coletivas que as empresas darão nos próximos dias. De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Têxtil de Sergipe (Sinditêxtil), Giseldo Santos, a preocupação decorre pelo histórico de demissões em massa que ocorrem no setor neste mesmo período em anos anteriores.

 

Segundo ele, aproximadamente 7 mil trabalhadores terão férias a partir desta sexta-feira, 17, com possibilidade de demissões. “O que muitos industriais afirmam é que esse pessoal retorna para o trabalho no início do primeiro semestre de 2011, por volta do dia 8 de janeiro. Mas com essas saídas coletivas, muitos trabalhadores ficam receosos pela dispensa”, explica Giseldo.

 

Giseldo Santos, presidente da Sinditextil
Histórico

 

O presidente diz que esse medo é baseado em casos de demissões e fechamentos de fábricas que ocorreram em períodos de final de ano no Estado.

 

“Em 2007, por exemplo, a Santista Têxtil acabou fechando as portas deixando cerca de 600 funcionários desempregados. Em 2008, também no final do ano, a Confiança também deixou aproximadamente 500 desempregados. Com esses exemplos ruins, a situação não pode passar despercebida”, exemplifica.

 

Giseldo conta que nos próximos dias irá entrar em contato com a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e do Turismo (Sedetec), com o intuito de encontrar medidas para evitar uma situação de desemprego em massa.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais